Guia para construção de calçadas

A calçada é o caminho que nos conduz ao lar. Ela é o lugar onde transitam os pedestres na movimentada vida cotidiana. É através dela que as pessoas chegam aos diversos pontos do bairro e da cidade. A calçada bem feita e bem conservada valoriza a casa e o bairro.

A calçada ideal é aquela que garante o caminhar livre, seguro e confortável de todos os cidadãos.
A calçada ideal melhora a qualidade de vida das crianças, dos trabalhadores, da gestante, dos idosos, dos pedestres que têm pressa e também daqueles que a usam para passear.

A calçada ideal respeita as pessoas com mobilidade reduzida porque garante a oportunidade de acesso a todos o cidadãos.

Faça download do Guia Prático para construção de calçadas, publicação que ensina todos os detalhes de uma calçada segura:

Guia Prático para construção de calçadas

Leia Mais

Atitudes Eco

Consuma sem consumir o mundo em que você vive!

Dicas de atitudes ecologicamente corretas:

1- Planeje suas compras: a impulsividade é inimiga do consumo consciente. Quem planeja antes compra menos e melhor!

2 – Separe seu lixo: Reciclar é uma maneira de contribuir para a economia de recursos naturais.

3 – Avalie os impactos do que você consome: ao comprar, leve em conta danos que a fabricação e o uso do produto causam ao meio ambiente e a sociedade.

4 – Consuma apenas o necessário: é possível viver com menos. Reflita sobre suas necessidades reais.

5 – Reutilize produtos e embalagens.

6 – Valorize a responsabilidade social e ambiental das empresas: o valor de um produto vai além de seu preço e da sua qualidade. Ele pode incluir a responsabilidade do fabricante com funcionários, sociedade e meio ambiente.

7 – Não compre produtos piratas ou contrabandeados: comprando do comércio legalizado, contribui-se para a geração de empregos estáveis e combate do crime organizado e violência.

8 – Cobre dos políticos.

9 – Use crédito conscientemente: não faça dívidas no cartão de crédito.

10 – Reflita sobre os seus valores. Quais são os princípios que guiam suas escolhas e seus hábitos de consumo.

11 – Divulgue o consumo consciente. Sensibilize outros consumidores.

12 – Contribua para a melhoria de produtos e serviços.

Leia Mais

Processos químicos

A química está diretamente relacionada com praticamente todos os aspectos da nossa rotina, o tempo todo fazemos uso da química na prática, mesmo que não saibamos a teoria. A cozinheira coloca sal na panela de água fervente, pois sabe pela prática que isso irá fazer o macarrão cozinhar mais rápido, porém ela não é capaz de explicar que o macarrão só irá cozinhar mais rápido devido à propriedade coligativa da ebuliometria, ou seja, a teoria. Ao juntarmos a prática e a teoria, o assunto estudado se torna interessante, proporcionando, assim, uma oportunidade única de aprendizagem efetiva.
Todos os organismos vivos dependem da química e dos seus processos químicos para sobreviverem.

Os humanos, por exemplo, dependem da quebra do amido, da transformação da glicose em energia. Sem a ocorrência dessas reações e das outras inúmeras de outras que ocorrem no corpo humano a cada segundo, morreríamos. Somos dependentes da química, obedecemos à lei de Lavoisier: “Nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.” Os remédios que tomamos quando ficamos doentes não passam de substâncias químicas que, uma vez dentro do nosso corpo, irão reagir proporcionando a cura, os alimentos que nos fornecem a energia são produzidos através de reações químicas, a água que bebemos é purificada através de processos que envolvem o consumo de reagentes e a formação de produtos químicos, resumindo, vivemos e respiramos a química durante todos os segundos das nossas vidas.

O tema deste trabalho são as Reações químicas e ao longo de seu desenvolvimento, estaremos descrevendo um experimento realizado em aula e discorrendo sobre a sua teoria, assim sendo, esperamos estarmos propiciando uma oportunidade interessante de aprendizagem para os leitores desta dissertação. Através do estudo das conexões existentes entre a transformação dos produtos em reagentes e os porquês dessas reações ocorrerem, melhoramos o nosso raciocínio lógico e abrimos a nossa visão das reações químicas, passamos a entender um pouco mais sobre o mundo em que vivemos.

Leia Mais

Ecologia de reservatórios

O gerente ambiental precisa compreender laudos técnicos e propor soluções práticas.

Para medir comunidade bentônica é preciso efetuar medições em diferentes épocas devido ao dinamismo e arraste dos bentos. O arraste dos bentos ocorre durante as épocas de cheia e chuvas.

Os metais são absorvidos pelos peixe quando há uma condição de pH ótimo.

Quando o rio é classificado como Classe 2 ele tem a maior quantidade de usos.

O gerenciamento de represas visa manter a qualidade da água para os usos destinados.

Os piores usos para compatibilizar são hidroeletricidade de abastecimento humano.

O que dá a qualidade da água de um reservatório é sua ecologia e limnologia (parâmetros físicos, químicos e biológicos), aspectos sociais e econômicos (o que tem no entorno), pressão antrópica, aspectos da construção (posição da saída de água), eventos climatológicos.

Quando a posição da saída de água é em embaixo ela serve para tirar as águas frias e carregadas do hipolímnio.

Para o melhor gerenciamento do reservatório é interessante planejar e começar antes da construção do empreendimento.

O gerente precisa:

  • conhecer a legislação vigente sobre o empreendimento
  • compreensão dos processos ecológicos
  • análise e interpretação dos indicadores ambientais
  • o importante na análise é sempre ter o contexto de aonde foi e quando foi
  • capacidade de síntese e análise para propor alternativas e ações positivas
  • capacidade de interlocução com a sociedade, empreendedores, políticos.
  • análise e compreensão de modelos de qualidade ecológicos (quando se tem o resultado de um modelo é preciso saber como ele age e o que considera).

 

 

Leia Mais

Filtro de água ou Galão de água mineral, qual é a melhor opção?

Se você tem o hábito de comprar galões de água mineral por não beber água da torneira, responda o seguinte:

1 – Quanto reais você gasta em galões por mês?

2 – Qual sua garantia que a água dentro do galão é realmente mineral e que ela está livre de impurezas que prejudicam a saúde?

Um filtro de água além de representar economia, pois trata a água da torneira, representa saúde, pois apenas um filtro garante uma água isenta de impurezas. A água da concessionária já está dentro dos padrões de potabilidade do Ministério da Saúde, mas para garantir que você não vai beber água com excesso de cloro ou com impurezas vindo das tubulações basta apenas instalar um filtro.

Você vai saber a qualidade da água que bebe pelo gosto bom, uma água inodora e límpida! Sem contar que com um filtro de água a necessidade de manutenção é muito menor do que usando galões de água mineral. Toda vez que um galão acaba, tem que limpar o outro, e trocar, e todo mês é necessário lavar o recipiente de distribuição pois ele tende a ir ficando verde por dentro. Já com um filtro de água basta trocar o filtro a cada 3 meses mais ou menos, ou seja, muito menos trabalho.

Indo mais além podemos ver a vantagem pelo lado ambiental, galões de água mineral poluem muito mais do que filtros, por causa do transporte envolvido em carregar os vasilhames da indústria para as casas, e depois de volta para a indústria. Neste transporte ocorre a queima de combustíveis fósseis e a emissão de poluentes.

Outro dado importante é a água mineral está e vai continuar ficando cada vez mais cara. Uma garrafinha de água mineral, que, há alguns anos, custava em média R$ 1,00, atualmente não é encontrada por menos do que R$ 2,50 fora dos supermercados.

A instalação de um filtro garante economia, segurança e contribui muito na preservação do meio ambiente!

Leia Mais

Orientação para desinfecção de poços caseiros

A desinfecção é a eliminação de microrganismos capazes de produzir doenças. A água é considerada potável quando não apresenta tais microrganismos.

Para as águas com índices de poluição bacteriana, recomenda-se o seguinte tratamento:

  • Produto: Cloro granulado seco.
  • Embalagem plástica com 2,5 kg.

Preparo da solução

– Medir na parte interna da tampa da embalagem 85 gramas de cloro e dissolver em 5,5 litros de água. Colocar em garrafão bem fechado e longe do alcance de crianças.

Uso da solução

Primeiros 5 dias:

  • Jogar no poço 100 milímetros da solução anterior, à noite.
  • A proporção é de 100 milímetros para cada 1.000 litros de água do poço.

Após 5 dias:

  • Jogar no poço 100 milímetros da solução, em noites alternadas.
  • A proporção é de 100 milímetros para cada 1.000 litros de água do poço.

Observação: Se pela manhã o cheiro ou gosto de cloro for muito forte, deve-se reduzir à metade o volume a ser jogado no poço.

Leia Mais