Parque Nacional da Serra da Bodoquena

Localizado em uma região de belezas cênicas, o parque tem importância científica e potencial turístico, sendo considerado pelo Ministério do Meio Ambiente como uma área prioritária de conservação da biodiversidade.

Na região vivem espécies endêmicas como periquito tiribinha, raras como a margarida, e vulneráveis como o gavião-real, isso sem falar do maior felino das Américas, a onça-pintada.

O Parque Nacional da Serra da Bodoquena foi criado em 21 de setembro de 2000. É formado por duas áreas distintas bem próximas uma da outra, somando 76.481 hectares. A área norte, com 27.797 ha, parte da Bacia do Rio Salobra, e a sul, com 48.684 ha, parte da Bacia do Rio Perdido. Sua área abrange os municípios de Bonito, Bodoquena, Porto Murtinho e Jardim.

Leia Mais

O que extinção de espécies?

Extinção é o desaparecimento de todos os indivíduos de uma determinada espécie. Acontece de duas maneiras:

  • Advinda da própria natureza, causada por eventos naturais de grandes proporções (vulcanismo, queda de meteoros, etc.) ou devida aos preceitos da seleção natural (os organismos bem adaptados sobrevivem e se reproduzem, enquanto que os não tão bem adaptados tendem a morrer e consequentemente não reproduzir, não passando à próxima geração seu genoma).
  • Advinda de causas artificiais, especialmente relacionadas à maneira como o homem lida diariamente com a natureza, seja por meio da destruição de ambientes e consequentemente do habitat.

Leia Mais

Resumo: açudes

De acordo com a Legislação Estadual do Mato Grosso do Sul, entende-se por açude os coletores de água pluvial (de chuva), que serve principalmente de bebedouro de gado no meio rural, sendo de pequeno impacto e não construído em áreas com restrições legais (várzeas, veredas, margens de cursos d’água) até a profundidade máxima de dois metros.

O represamento de rios e córregos para formar açudes impede o fluxo de água. Em casos extremos, quando existem diversos açudes sobre um mesmo leito, as consequências podem ser drásticas. A água para de correr, secando o respectivo curso d’água explorado.

Leia Mais

Coleta seletiva

É a coleta dos resíduos sólidos previamente segregados conforme sua constituição ou composição. Os projetos de coleta seletiva são essenciais para viabilizar que apenas os rejeitos venham a ser dispostos nos aterros sanitários, uma vez que propiciam melhor qualidade e quantidade dos resíduos segregados para o reaproveitamento.

O sistema de coleta seletiva deve considerar e priorizar a inclusão de associações e cooperativas de catadores, tanto para a coleta quanto para a triagem e o beneficiamento dos materiais segregados.

Existem três modalidades de coleta seletiva:

  • Porta a porta: realizada, por exemplo, em residências e estabelecimentos comerciais.
  • Locais de entrega voluntária (LEVs): recomendada para locais de grande circulação de pessoas, tais como supermercados, postos de combustíveis, farmácias e praças.
  • Ecopontos: instalações públicas e de uso gratuito pela população, os quais têm como foco receber, em pequenas quantidades (no máximo 1 m³), em resíduos da construção civil, recicláveis, volumosos e pneus, entre outros resíduos que não são coletados na coleta convencional ou seletiva.

Leia Mais

Água e Recurso Hídrico, você sabe a diferença?

Água é o elemento líquido natural, descomprometido de qualquer uso ou utilização. Elemento essencial para todas as formas conhecidas de vida.

Recursos hídricos são todas as águas superficiais ou subterrâneas utilizadas em processos produtivos, dotados de valor econômico.

Em referência a lagos, lagoas, rios, córregos, canais e quaisquer outras acumulações de água, corrente ou não, utiliza-se o termo “corpos de água”.

Leia Mais

Instrumentos permitidos para a pesca

Para o exercício da pesca amadora fica permitido somente o uso dos seguintes instrumentos:

  • Linha de mão, puçá, caniço simples, anzóis simples ou múltiplos, vara com carretilha ou molinete;
  • Espingarda de mergulho, arbalete, tridente ou similares para a pesca subaquática, sendo vedado o emprego de respiração artificial;
  • Isca natural, isca artificial e isca viva autóctone (nativas da bacia).

Para a pesca comercial e captura de iscas vivas, devem ser utilizados instrumentos específicos apresentados nas resoluções Semac nº 003/2011 e nº 004/2011.

Leia Mais