Informação para um mundo melhor! Idéias para o desenvolvimento sustentável!

Problemas Ambientais: causas, efeitos e soluções.

Queimadas urbanas

As queimadas urbanas são consideradas um dos problemas ambientais mais graves que estão presentes no cotidiano dos habitantes das cidades. Nesta época do ano esta prática apresenta uma forte incidência no município de Maringá. Documentário elaborado pelo Observatório Ambiental e publicado no factorama.com.br

Mais vídeos de Problemas Ambientais.

un video documental, grabado en una sola toma, con luz natural y sonido ambiental y efectos sonoros hechos en el acto, sin edicion de sonido o imagen, acerca del tinnitus -sensacion auditiva que no es originada en el medio ambiente- el documental incluye comentarios profesionales y declaraciones de personas que padecen este problema.
Conciencia Ecologica-Medio Ambiente-Proteccion
-
No em donguis la llauna
Moradores interditaram hoje a estrada que liga a balsa, em Laguna, à praia do Camacho, em Jaguaruna. O protesto é feito porque a reivindicação de asfaltamento ainda não foi atendida pelo governador estadual. Na última sexta-feira, quando o governador Luiz Henrique havia prometido que, no dia em que inaugurasse a pavimentação da SC-487 lançaria também edital de licitação para asfaltamento da estrada até Laguna. Em resposta, Luiz Henrique argumentou que o problema tem a ver com a falta de licenciamento ambiental
MANIFESTACAO ESTRADAS FAROL
http://www.deltadoparnaiba.com.brJericoacoara Delta do Parnaíba Lençóis Maranhenses.Rota das Emoções Informações: (86)3321-1969 Morais Britohttp://www.deltadorioparnaiba.com.br JERICOACOARAQual a origem do nome Jericoacoara? São várias as versões, mas a mais provável é que seja de origem do tupi-guarani  yuruco (buraco) cuara (tartaruga), ou seja buraco das tartarugas, numa referência ao de Jericoacoara ser uma praia onde ocorre a desova de tartarugas. Agora imagine um lugar de sonhos... sem barreiras, sem censuraUm lugar paradisíaco aonde o convencional não chegou.Liberdade, qualidade de vida, sem trânsito, sem eletrônicos, sem horários. Assim é Jeri (como é carinhosamente conhecida). JERICOACOARA -- área de proteção ambiental desde 1984, está localizada a 300 km de Fortaleza, capital  do Ceará e a 220km de Parnaíba (PI) (a porta de entrada do Delta do Parnaíba). E é esta proteção, abençoada por Deus, que protege Jeri de predadores naturais, o chamado progresso desordenado, ali tudo é amplo, o contato com a natureza é intenso e nenhum comportamento é reprimido. Seu ecossistema é composto por dunas móveis gigantescas, lagoas de água cristalina, manguezais, praias de enseada, praias de oceano e praias rochosas.  Não se permitem construções além do vilarejo que ocupa somente 1km2 (obedecendo a diversas restrições, que devem obedecer ao padrão existente, ocupar no máximo 50% do terreno e ter máximo 250m2) da área protegida de 200km2, não é permitido a construção de estradas,  nem a caça e pesca predatória. Jeri está construindo sua usina de reciclagem de lixo, para resolver o problema do lixo produzido pelo aumento de uso de produtos industrializados (embalagens de modo geral) conseqüência do turismo no local. Jeri já foi matéria de vários jornais importantes nacionais e internacionais, como o Washington Post, que a escolheu como uma das 10 praias mais belas do planeta, também foi cenário do filme longa metragem, a Ostra e o Vento, tornando-a aos olhos do mundo extremamente cobiçada,  e vale a pena conhece-la. Em Jeri não há rede elétrica convencional, hoje existe apenas uma rede subterrânea que distribui energia para as casas, não havendo postes para que não haja intervenção na luz natural proveniente da lua e das estrelas... O que fazer em Jeri? -- Você pode escolher desde as caminhadas mais tranqüilas até os esportes  radicais como o windsurf e sandboard. Curtir o pôr-do-sol se tornou obrigatório, é um espetáculo fantástico e único. Os cenários de Jeri são incontáveis, que é difícil imaginar todos em um mesmo lugar e tão próximos. Em Jeri você não encontrará luxo nem requinte, mas existem pousadas confortáveis com banho privativo e ar  condicionado.  Boa comida, povo hospitaleiro  e a  beleza das paisagens que impressiona. Prepare-se para ficar mais tempo do que imagina pois o lugar é mágico e inesquecível. Como chegar: somente em veículos 4 x 4. Saindo de Parnaíba, há  passeios regulares em carros tipo toyota com guias especializados e tarifas convidativas, fazendo o percurso em menor tempo, já que os 120 km  de Parnaíba até Camocim,  são  feitos em rodovia asfaltada e excelente estado de conservação. Aproveite seu roteiro fazendo Lençóis Maranhenses/Delta do Parnaíba/Jericoacoara, com certeza você ganhará mais tempo para apreciar as belezas destes lugares singulares.http://www.deltadoparnaiba.com.br
Jericoacoara Jijoca Ceará Brasil
Efecto Colateral, es una obra que trata sobre la contaminación en una de la regiones más industrializada de Chile, la región del Biobío, las consecuencias que este trae en la salud de la comunidad, mostrando la participación de distintos movimientos sociales y vecinos que día a día tratan de combatir la contaminación que les acecha.Haciendo un paralelo con la importancia en la protección del Pulmón Verde de esta región, Fundo Nonguén, que reúne a tres comunas del Biobío. Este documental invita a reflexionar y ser participe activo a la problemática ambiental, acentuando una fuerte crítica a la permisibilidad de la legislación actual chilena y a los grupos económicos que sustentan gran parte de la problemática ambiental en la región y en especial, a los derechos básicos del ser Humano.El rodaje duró cerca de tres meses y se centró en los conflictos de Penco con la posible instalación de la termoeléctrica del Southern Cross y Población La Libertad de Talcahuano, población colindante a uno de los cinco complejos industriales más grandes de Chile donde sobresale la siderúrgica Huachipato, respirando día a día los contaminantes que emanan las empresas.Efecto Colateral, mezcla las miradas de los vecinos que por años han estado expuestos a este problema y las opiniones de profesionales que se refieren al impacto de la contaminación y el Cambio Climático, tomando en cuenta que Chile es en América Latina el país que más contribuye en emanaciones de dióxido de Carbono, siendo la región del Biobío una de sus protagonista en ese dañino aporte al planeta y a los seres humanos.Ejecutado por la radio comunitaria Lorenzo Arenas de Concepción con fondos proporcionados por el Fondo de Proteccion Ambiental de la CONAMA del Biobío.La cinta dura 45 minutos, en donde se puede apreciar un poco más la problemática de la contaminación y descubrir que no esta tan lejos como la imaginamos.Su lanzamiento fue el jueves 10 de diciembre 2009 a las 19:30 hrs, en la Sociedad Lorenzo Arenas, ubicada en Tucapel 852, Concepción.Ficha Técnica:Jefe de ProyectoJuan SchillingGabriel RojasProducciónCarlos SantanaGuión y MontajeJulían GesellCámaraJulían GesellCarlos SantanaGabriel RojasFrancisco Albarrán
Documental - Efecto Colateral - Parte 3.wmv
 
Pedido de Instalação de mina de fosfato na nascente do rio Pinheiros em Anitápolis SC Brasil, gera preocupação em estudantes de cidades que se utilizam das águas do rio para o abastecimento e consumo.O órgão oficial de licenciamento e fiscalização ambiental do estado de Santa Catarina ao sul do Brasil, já havia emitido a licença para a implantação do empreendimento. A Ong Montanha Viva ingressou na justiça, pedindo a anulação da licença, O ministério Público Federal, aceitou a denúncia e concedeu liminar favorável, parando o empreendimento.Para reforçar os argumentos contrários, e examinar os riscos aos recursos hídricos de tal atividade na região, está sendo realizada uma audiência pública, na cidade onde o rio tem seu estuário, junto as belas lagoas antes de antigir o oceano Atlântico.Ambientalistas, políticos e técnicos, participaram recentemente de programa de TV, Grandes Temas da UnisulTV para alertar a população dos problemas ambientais e dos risco, caso o projeto venha ser implantado, pois após esta liminar da justiça, a área que contém o minério foi vendida para a Companhia de mineração VALE. Com o empreendimento nas mãos desta grande mineradora, cresce o temor na população que a VALE recorra à justiça para retomar ao projeto.Cobertura ECOTV http://www.youtube.com/ECOTVImagens: Fernando De Carvalho
Colégio Espaço Debate Fosfateira ECOTV00025
Isaac Mekler, Congresista del Partido Nacionalista Peruano por la Región Callao, indica que la protesta se tiene que medir a nivel nacional. Que hay un crecimiento con exclusión, pobreza y hambre. Que ofrecer dinero a la gente para no hacer paro demuestra de que hay dinero para chantajear a la gente. Que el Perú con el caso Collique y Taboada se vuelve en un país que espanta las inversiones. Que Alan García no puede validar algo nulo en los concurso promovidas por Proinversión en Collique. Que en el caso de Taboada, la intervención del Gobierno fue nefasta. Que en el tema de Doe Run, el problema es medio ambiental y la empresa cubre el territorio del pueblo, dependiendo todos de ella.
2009-07-09 Isaac Mekler en Entrevista en d6A9, Canal N
Missão Integral. Bebeto, coordenador da ONG Cristã Monte Horebe, em Itaperuçu na região metropolitana de Curitiba, uma das regiões mais pobres do país. Fala no ato de 1 de maio, dia do trabalhador, sobre a luta de sua comunidade no sentido de conter a instalação de um lixão na região. Como a atual prefeitura e anteriores da cidade de Curitiba não lidaram com o problema da Caximba, um aterro sanitário com vários problemas ambientais e com sua capacidade esgotada, os governantes e empresários querem se desvencilhar do problema da maneira mais lucrativa possível, e bem longe da Capital Sócio-ecológica Curitiba.  Precisamos discutir um modelo de desenvolvimento que leva em consideração as pessoas, e o discurso desta empresa que quer se instalar em Itaperuçu, é de que o empreendimento é viável economicamente...mas você sabe que existem uma série de negócios que são viáveis do ponto de vista econômico, mas não são viáveis do ponto de vista social
Bebeto(Monte Horebe, Itaperuçu) fala em ato no 1 de maio em ...
Veja a matéria sobre o I Seminário Territorial, Legislação e Adequação Ambiental, que aconteceu no município de Linhares (ES), e debateu alguns problemas enfrentados pelos produtores rurais da região.
Campo Vivo - TV - Seminário Legislação e Adequação Ambiental
Já não é mais possível ver o leito do córrego que passava por baixo da pista. Ambientalistas e moradores da região cobram a licença ambiental.A obra começou há apenas um mês, mas já preocupa. O Córrego do Guará nasce dentro da reserva ecológica vizinha à Estrada Parque e deságua no Lago Paranoá. Nas fotos tiradas antes do início da obra, era possível ver parte córrego. Hoje, nem isso é possível. Foi tudo aterrado.A Linha Verde da EPTG é necessária para facilitar o fluxo do trânsito. Só que a gente precisa conciliar o desenvolvimento com a preservação ambiental, alerta o representante da Sociedade Amigos do Parque do Guará, Guto Gomes.Na Estrada Parque Taguatinga existe uma canalização que garante o curso das águas por baixo da pista. Mesmo assim, os moradores temem os efeitos da pavimentação da terceira via. Quando ela for asfaltada, o solo que hoje é naturalmente encharcado pode secar e, assim, o volume de água que vai para o Lago Paranoá vai diminuir.Ela está invadindo uma nascente e comprometendo toda uma bacia, que é a Bacia do Paranoá. Nós queremos saber da licença e da compensação ambiental. Por lei, devemos saber disso. Nós moramos no Guará e ainda temos um meio ambiente preservado. E por conta dessa obra, estamos nos sentindo ameaçados, reclama o vice-presidente comunitário do Guará, Walterman Gama.Por falar nisso...Em nota, o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) afirmou que pegou o processo de licenciamento da área já em andamento. Antes, estava sobre a responsabilidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Mesmo assim, O Ibram afirmou que conhece o problema e que já pediu a recuperação do córrego e do parque ao GDF.Lanusse Martins / Lázaro Aluísio
REDE GLOBO - DFTV - Obra da Linha Verde na EPTG está soterrando o Córrego ...
 
Trecho do filme que mostra como uma ideia criativa para resolver um problema governamental
Saneamento Básico - O Filme
Como coautor de Sostenibilidad ambiental de la Región de Murcia (Editum Gaia), nos habla de los principales indicadores existentes y los problemas en la Región de Murcia
Miguel Ángel Esteve: Sostenibilidad ambiental Murcia
Es video de los problemas de la basura en la vida de todas las personas en el mundo.
Los problemas de la basura
O evento que aconteceu no dia 23/09/07 contou com mais de 100 ciclistas e chamou a atenção da população sobre os problemas ambientais na cidade e no mundo.
Passeio Ciclístico - Dia Mundial sem Carro - Sete Lagoas
Este vídeo mostra a realidade do lixão e dos catadores de materiais recicláveis de Poços de caldas, assim como muitos lugares do Brasil, no ano de 2002. Mostra os problemas ambientais e sociais do tema.
A Realidade do lixo parte I - Poços de Caldas / MG
 
Desenho animado do peixinho da ANVIG falando sobre problemas ambientais
Anvig
O consumo exagerado em nossa sociedade é uma das maiores causas de problemas sociais, econômicos e ambientais! O plástico é um dos materiais que mais usamos em nosso dia-a-dia... temos que nos conscientizar e reciclar! Reciclar é o futuro!
Penso, logo reciclo!
Las pilas contaminan. Lo que no sabemos es qué hacer con ellas. Son permanentes las consultas a las organizaciones ambientalistas y a organismos municipales y provinciales que tienen que ver con el ambiente.  El tema pilas es un tema preocupante, complejo y sin salida en el horizonte inmediato. No existe técnica de reciclado o por lo menos no está accesible para nuestro país. Como paliativo se presenta el aislamiento para con el ambiente. Quienes somos conscientes del daño causado y queremos hacer algo, aunque ninguna ley nos obligue, tenemos algunas opciones para disminuir el problema:Usar adaptadores para conectar los artefactos a pila directamente al enchufe. Su costo en ínfimo en relación al ahorro que producen. Usar pilas recargables. Esta es la solución que aconsejan hoy las organizaciones ecologistas europeas. A pesar de no estar muy difundidos, en casi todas las casas de electrónica se consiguen cargadores y pilas recargables. El costo se compensa con el uso. Hay muchos artefactos que vienen con energía lumínica o con baterias recargables. Tratar de evitar el uso innecesario de pilas. Hasta el cansancio hemos repetido en muchas publicaciones que hay numerosos artefactos a pila que se pueden evitar. Juguetes, relojes para chicos, tarjetas musicales, etcAquí cabe agregar que los juguetes a pilas generalmente son de baja calidad, duran muy poco, consumen muchas pilas y pedagógicamente son negativos. Lo mismo sucede con los relojes para chicos, elementos que al entrar al país muy baratos se han convertido en una costumbre en niños pequeños que debería gozar de su libertad, no estar tan atados a compromisos horarios. Y el caso de las tarjetas musicales es una muestra de las mayores incoherencias: entran por millones a precios irrisorios (se pueden comprar por caja de una docena a 0,40 ctvos cada una), con lo que se convierten en un buen regalo muy barato, y funcionan con una pila botón (las más contaminantes). Este es un ejemplo de cómo la comercialización de un producto sin ningún control genera un enorme daño ambiental.     Si en serio queremos tener una actitud ambientalista debemos educar en un consumo más racional, desechando todo aquello que perjudica el ambiente.
UNA SOLA PILA CONTAMINA EL AGUA
Animação realizada na EBM Batista Pereira - Fpolis/ feito pelos alunos para contextualizar o problema ambiental
Destruição
Indagação de Pole , 8 anos de Idade. Filho de Marly e Carlinhos, moradores do bairro do Maragogipinho na Ilha de Itaparica. Por ocasião do Projeto Corredor Ambiental Cacique Taparica, no período em que  Adriana Muniz foi presidente da ONG Ambientalisa Pró-Mar- Este slogam foi vinculado no Programa de Rádiio na Onda da Pró-Mar sob a Coordenação de Jorge Costa , e Radamés Operador de Audio e  edição. Tendo o projeto Corredor Ambiental Cacique Taparica a coordenação de José Roberto Caldas Pinto.A pesca com Bomba é um problema social, cultural e econômico que estrangula as chaces de reposição do estoque pesqueiro  na região da APA BTS-Não apenas na Ilha de Itaparica-Adriana Muniz , hoje socióloga, constatou esta realidade em sala de aula, na rede pública  dos municípios de Vera Cruz e IItaparica , há cerca de 15 anos. Desde então se dedica a construção e multiplicação de metodologias socio educativas empenhada na construção de valores que viabilizem uma infancia mais saudável como estratégia para o futuro.
CHEGA DE BOMBA - Pole-8 ANOS-ITAPARICA
 
SBT Brasil: Meio Ambiente ? O problema ao descartar eletrodomésticos
SBT Brasil: Meio Ambiente ? O problema ao descartar eletrodomésticos
Trecho do rio Bruaca após a queda na cachoeira da Bruaca. ESTE TRECHO FICARÁ PRATICAMENTE SECO APÓS O DESVIO DO RIO PARA A CONSTRUÇÃO DA HIDRELÉTRICA - PCH-BRUACA, matando milhares de animais, que vivem nesta parte bem preservada.A cachoeira da Bruaca, localizada na SERRA DO MAR, em CORUPÁ (SC), é o simbolo da cidade, que é previlegiada pela belíssima paisagem e pela natureza bem preservada, o que proporciona muita qualidade de vida para população. Corupá é o lugar dos sonhos de pessoas do mundo inteiro. No entanto, pessoas de fora vêem esta cachoeira de forma diferente. Querem construir uma hidrelétrica (PCH) desviando a água e secando esta linda cachoeira e trazendo problemas ambientais gravíssimos para a tranquila Corupá.visite o site do Instituto Rã-bugiohttp://www.ra-bugio.org.br/
CACHOEIRA DA BRUACA - Trecho do rio Bruacas - Corupa - SC
Curta metragem de animação do programa E2Num planeta com graves problemas ambientais como é a Terra, há um rapaz que está triste, por nada poder fazer para alterar a sua situação. Eis quando chega um ser do espaço, que lhe vem dar uma perspectiva diferente daquilo que se passa no seu planeta.
O Rapaz eo ET
opiniones de los pobladores responsables de la contaminacion ambiental
el problema real de la basura
Actores de EL CAPO, se unen a campaña de GREENPEACE que busca salvar y proteger los páramos.Marlon Moreno, Marcela Mar, Oscar Borda, Elkin Díaz, Katherine Vélez, Juan Carlos Vargas, María Lara y Natalia Jerez se unieron a la Organización Ambientalista Greenpeace a través de unos videoclips que se emitirán en Colombia, a la campaña que busca crear conciencia sobre el cambio climático para salvar los Páramos en el país. Invitando a las personas a ingresar a www.greenpeacecolombia.org, los actores de la exitosa serie que se emite por el Canal RCN buscan que la gente conozca más sobre este grave problema ambiental. El aumento de la temperatura global del planeta puede llevar a los páramos a su desaparición irreversible, ya que las temperaturas más cálidas presionan a estos ecosistemas hacia las cumbres de las montañas, dejándoles muy poco espacio para desarrollarse.  Por eso es imperativo que para evitar esto, Colombia se comprometa a acabar con la deforestación de sus bosques y selvas, incluida la parte colombiana de la Amazonía, , afirma Gonzalo Strano, de Greenpeace.
Spot GP El Capo 02.flv
 

Categorias