Informação para um mundo melhor! Idéias para o desenvolvimento sustentável!

Problemas Ambientais: causas, efeitos e soluções.

Gatos que deixam marca de urina em casa

Há muitos donos de gatos que aparecem com a queixa de encontrarem marcas de urina em vários locais da casa. Nestas situações, e em primeiro lugar, há que definir muito bem se se trata de uma verdadeira marcação ou de outro comportamento associado a aversão ao caixote ou à areia, a problemas orgânicos como cistites, a stress ambiental, etc. Estes problemas comportamentais têm causas muito distintas e, assim, tratamentos diferentes.Tratando-se de uma marcação territorial, a quantidade de urina é menor e em superfícies verticais, sendo que este problema surge principalmente em machos não castrados, e a resolução do problema passa de facto pela castração do animal. Nas restantes situações a castração, por si só, não resolve o problema e, nesses casos, existem dois dos aspectos fundamentais da terapêutica comportamental que devem ser realizados: a criação de uma zona segura e de um enriquecimento ambienta.- A zona segura é um local onde o animal se pode esconder, de onde nunca é retirado nem manipulado, perto dessa zona deve existir comida, água, e uma caixa de areia, e deve ser colocado um difusor de feromonas faciais, que actua como apaziguar e redutor do stress.- O enriquecimento ambiental consiste em tornar o ambiental o mais semelhante possível ao ambiente natural dos felinos. Para isso deve ser feita uma estimulação ambiental através de plataformas, onde o gato pode explorar o espaço, deve ser feita uma estimulação olfactiva, visual e através de objectos pendurados, brinquedos escondidos onde possam ser colocados pedacinhos de comida ou que contenham cat-nip (erva gateira), brinquedos com movimento e som. É de salientar que o enriquecimento ambiental deve ser proporcionado a qualquer gato que viva num apartamento.Dúvidas, Achados, Adopções e muito mais você encontra no Portal Bichos & Bichos. www.bichosebichos.comPet Shop, petshop lisboa, petshop Portugal, ração animal, ração cão, gato, peixes, pássaro, roedores, petshop online.

Mais vídeos de Problemas Ambientais.

Esse vídeo  resume e aborda  aspectos importantes da industrialização mundial, além disso, ressalta os problemas ambientais gerados ao longo dos anos pelas indústrias.
Industrialização mundial
Uma gigantesca árvore sobre uma casa no bairro progresso em blumenau é motivo de assunto para o meio ambiente. Apesar de as chuvas de novembro de 2008 terem abalado o chão a nem meio quilometro de distancia da residencia onde fica a arvore,ela está lá,como se rindo da cidade tivesse.Outro ponto importante deste vídeo é a briga dos moradores pelo corte da árvore. A licença só foi expedida depois que a rbstv de Blumenau tomou lado.O vídeo conta a história de uma carta, expedida ao programa da GLOBO, carta com mais de quatro mil assinaturas, ou quatro mil  e trezentos.
PROBLEMAS AMBIENTAIS EM BLUMENAU
La nueva conquista. El proyecto eolico neoliberal en Tehuantepec Oaxaca.En el mes de noviembre de 2008 se llevo a cabo el Encuentro Voces y resistencias para comentar las diversas problemáticas que atraviesan los pueblos de Oaxaca por los proyectos neoliberales y capitalistas que se imponen sin consentimiento en la zona. El encuentro tuvo cita en Juchitan Oaxaca cabecera municipal de esta región donde el aire atrajo no un proyecto ambiental como podría pensarse de la energía eolica, sino de la ambición mezquina de interés capitalistas (como la familia del fallecido Secretario de Gobernación Camilo Murino. Estas empresas en su mayoría europeas están aprovechándose de la pésima situación en que viven los campesinos debido a las malas políticas de los gobernantes, para vender o rentar su tierra por poco dinero y rompiendo así el tejido social comunitario, debido a la migración y la desigualdad económica.La forma en que se han llevado a cabo esta nueva conquista ocupa la mentira y el engaño hacia los ejidatarios y campesinos. Los beneficios de la tecnología ocupada no es para el goce colectivo sino de unos cuantos.Cuando paso el recorrido de l a Otra Campana, eran menos de 10 transformadores eolicos introducidos por la Comisión Federal de Electricidad, dos anos mas tarde son cientos de transformadores cerca de centros poblacionales, así como zonas agrícolas y de pastizal.Pero los problemas no paran ahí, por todo Oaxaca, así como en todo el país, la política del gobierno es un diseño de la política global neoliberal, que quiere despojar a los campesinos de su tierra y convertirlos en los miserables de las ciudades. No comprende ni admite las formas y tradiciones democráticas de las comunidades indígenas, no busca el beneficio colectivo y busca imponerse por métodos violentos.Así este proyecto es uno mas de los que sufre esta zona, las presas y las carreteras, los desarrollos turísticos, van en perjuicio de las tierras habitadas en forma ejidal y comunal, promoviendo una idea de progreso falsa y engañosa, que se ha comprobado tiene resultados desfavorables en el mediano y largo plazo.Este es un pequeño trabajo cooperativo de los medios libres. Abajo y a la izquierda.Para más información en:DECLARATORIA ENCUENTRO DE NUESTRAS VOCES DE LUCHA Y RESISTENCIAhttp://www.lahaine.org/index.php?p=6869
La nueva conquista. Eolicos en Oaxaca.
-
HYPNOTZION - O 2º CHÁ
Decibéis muito acima do tolerável ocupam hoje o terceiro lugar no ranking de problemas ambientais que mais afetam populações do mundo inteiro, atrás somente da poluição do ar e da água. Muitas pessoas já sofrem por conta disso mas não identificam a causa. O Em Movimento foi saber sobre o assunto no quadro Movimento Sustentável.Durante o dia é possível identificar inúmeros ruídos nocivos a saúde. Segundo o técnico do disque-silêncio Wallace Muniz, o barulho na capital está aumentando e a medição das vias mais movimentadas chegam ao pico de 95 decibéis, tendo em média 75 decibéis.Perguntamos ao otorrinolaringologista César Augusto, qual é o limite de conforto para os nossos ouvidos. Ele informou que o ideal é não passar dos 65 decibéis e nem ficar exposto muito tempo, mais de uma hora, em ambiente ruidosos.Testamos também outros barulho que podem passar despercebidos mas também causam problemas. Um liquidificador ligado tem uma média de 69 decibéis, o telefone 65 decibéis, a televisão em volume médio, 67 decibéis) e o simples interfone tem uma mésia de 64 decibéis. Junte tudo isso ao barulho provocado pelo trânsito e veja se é possível tolerar.Outra preocupação dos especialistas é o uso da tecnologia, como é o caso do MP3. Em uma rápida pesquisa nas ruas de Vitória, constatamos que o volume médio do MP3 é de 26, quando o máximo é de 31. No caso de ouvir o aparelhinho em ônibus, esse volume sobe para o máximo.O cirurgião Fábio Zamprogno, teve recentemente um problema causado pelo uso constante de fone de ouvido para falar no celular. Ele conta que no início era pela praticidade de falar ao telefone e poder realizar outras atividades, mas depois isso de tornou um hábito. Depois de algum tempo ele começou a sentir zumbidos e dores no ouvido esquerdo - onde ficava o fone - e resolveu procurar um especialista, que suspendeu imediatamente o uso do acessório.Mas os problemas vão além da parte física podendo causar agravamentos neurológicos. César Augusto conta que já atendeu casos de irritabilidade e estresse ocasionados pelo excesso de barulho. Ele ressalta ainda que por ser uma sintomatologia demorada, muitas vezes o paciente só procura ajuda quando a lesão já está instalada.Segundo o psiquiatra Ruy Perini, pessoas que ficam expostas muito tempo a um barulho incômodo podem responder com irritação, cansaço mental e até mesmo distúrbio no sono.Pra quem vive na cidade não dá para se livrar de todo esse barulho. Mas então, o que podemos fazer? Os especialistas dizem que de imediato o ideal é reduzir a exposição. Caso não seja possível, vale usar protetores auriculares encontrados facilmente no mercado.E como prevenir é sempre o melhor, algumas dicas:Se for inevitável ficar muito tempo em ambiente ruidoso, use protetores de ouvido. Em casa janelas com vidro duplo dificulta a passagem de som. No trânsito evite som alto no carro. Não durma com o MP3 ligado e evite volumes elevados. E para interromper o estresse acústico e ter uma boa noite de sono, vale uma meditação de alguns minutos.Cesar Augusto Meira (otorrinolaringologista) - (27) 21047000 / 21047087Ruy Perini (psiquiatra e psicanalista) - (27) 3225-9944Disque-silêncio -165
Em Movimento - Mais barulho, menos saúde - 19/07/2008
 
143. Desde el comienzo de la civilización, las sociedades organizadas han tenido que presionar a los seres humanos a causa del funcionamiento del organismo social. Los tipos de presión varían enormemente de una sociedad a otra. Algunas son físicas (dieta pobre, trabajo excesivo, polución ambiental), algunas son psicológicas (ruido, hacinamiento, forzar el comportamiento humano al molde que la sociedad requiere). En el pasado, la naturaleza humana ha sido aproximadamen-te constante, o de cualquier modo ha variado sólo cerca de ciertos lindes. Consecuentemente, las sociedades han sido capaces de empujar a la gente sólo hasta ciertos límites. Cuando se sobrepasa el límite de la resistencia humana, las cosas empiezan a ir mal: rebelión, o crimen, o corrupción, o evasión del trabajo, o una tasa menguante de nacimiento o alguna otra cosa, por lo que la sociedad también se colapsa, o su funcionamiento se vuelve demasiado ineficiente o es (rápidamente o gradualmente, a través de consecuencias, desgaste o evolución) reemplazada por alguna otra forma más eficiente de socie-dad.149. Presumiblemente, la investigación continuará para incrementar la.efectividad de las técnicas psicológicas de control del comportamiento humano. Pero pensamos que es improbable que sólo las técnicas psicológicas sean suficiente para adaptar a los seres humanos a la clase de sociedad que la tecnología está creando. Probablemente tendrán que usar métodos biológicos. Ya hemos mencionado el uso de drogas en relación con esto. La neurología puede proporcionar otros caminos de modificación de la mente humana. La ingeniería genética en seres humanos está ya empezando a darse en la forma de la *»terapia de gen», y no hay razón para asumir que tales métodos no serán usados a la larga para modificar aquellos aspectos del cuerpo que afectan al funcionamiento mental.151. El colapso social que hoy vemos no es desde luego el resultado del simple azar. Sólo puede ser el resultado de las condiciones de vida que el sistema impone a la gente. (Hemos argumentado que la condi-ción más importante es el colapso del proceso de poder). Si el sistema tiene éxito imponiendo suficiente control sobre el comportamiento humano para asegurar su propia supervivencia, se habrá pasado un momento crítico en la historia de la humanidad. Mientras antiguamente los límites de la resistencia humana han impuesto límites al desarrollo de las sociedades (tal como explicamos en los párrafos 143,144) la sociedad tecnológico-industrial será capaz de traspasar esos límites modificando a los seres humanos, ya sea por métodos psicológicos, biológicos o por ambos. En el futuro, los sistemas sociales no estarán adaptados para ajustarse a las necesidades de los seres humanos. En cambio, los seres humanos estarán adaptados para ajustarse a las necesidades del sistema. Para ser exactos, las sociedades pasadas han tenido medios de influenciar el comportamiento humano, pero estos han sido primitivos y de baja efectividad comparados con los medios tecnológicos que están desarrollándose ahora..162. Actualmente, el sistema está ocupado en una lucha desesperada para superar ciertos problemas que amenazan su supervivencia, entre los cuales los más importantes son los del comportamiento humano. Si prospera en adquirir el control suficiente sobre éste lo bastante deprisa, probablemente sobrevivirá. De otra manera fracasará. Pensamos que el problema será resuelto, lo más probable, dentro de las próximas.décadas, digamos de 40 a 100 años. 166. Por lo tanto aquellos que odian la servidumbre a la que el sistema industrial está reduciendo a la raza humana se enfrentarán a dos tareas. En primer lugar, tenemos que trabajar para aumentar la tensión social dentro del sistema así como incrementar la probabilidad de que se colapse o sea debilitado lo suficiente para que una revolución contra él sea posible. En segundo lugar, es necesario desarrollar y propagar una ideología que se oponga a la tecnología y al sistema industrial. Tal ideología puede convertirse en las bases de una revolución contra la sociedad industrial siempre y cuando el sistema se debilite lo suficiente. Y tal ideología ayudará a asegurar que, siempre y cuando la sociedad industrial se colapse, sus restos sean hechos pedazos irreparables, por lo que no podrá ser reconstruida. Las fábricas deben ser destruidas, los libros técnicos quemados, etc.
Antonio García Trevijano y el NWO 2
é isso aí o primeiros de muitos, um inicio adquirindo eperiencia aprendendo com os erros!
educação ambiental o problema é cultural parte 3
-
problemas ambientais
O Professor Alejandro Dorado mestre e doutor em Gestão Ambiental pela USP, comenta a crise no meio ambiente e os problemas  causados pelo esgotamento dos recursos. Dorado também fala sobre o protocolo de intenções do setor imobiliário, o impacto da construção civil e a questão da sustentabilidade no setor.
goldenlight.biz - Secovi: Professor Alejandro Dorado fala sobre questões ambientais
Lanquinos obtuvieron respuesta de ESSAL. Luego de la reunión sostenida en la alcaldía se concluyó levantar hoy una mesa de trabajo integrada por tres representantes: El supervisor de operaciones del área norte de Essal, Eugenio Sánchez, un actor técnico municipal y un representante de la ciudadanía. Ellos se reunirán en la Oficina de la Unión Comunal, donde evaluarán las mejores soluciones incluyendo el tema medio ambiental y el plan de inversión que permita anticiparse a los problemas. El gerente técnico también tranquilizó a los vecinos comprometiéndose a entregar una solución de emergencia a las familias más afectadas.
Essal responde urgencia comunal en Lanco_MUNILANCO
 
Por falta de educación ambiental, malos hábitos de sus habitantes y polución generada por automóviles, Lima es una ciudad con altos niveles de contaminación. La calidad del aire es mala y en muchos lugares existen focos infecciosos. TeleSUR
Contaminacion, un problema que crece en Lima
Plantabosques es un proyecto de Voluntariado Ambiental desarrollado por ADENEX en colaboración con el Instituto de la Juventud de Extremadura y la Dirección General del Medio Natural de la Junta de Extremadura.En el año 2010 celebramos la séptima edición de un programa que nació como respuesta a los problemas producidos por los incendios forestales, y que poco a poco ha ido abarcando también áreas donde se quiere recuperar la vegetación autóctona.Si quieres más información sobre éste u otros proyectos de voluntariado ambiental organizados por ADENEX, puedes informarte en nuestra página web: www.adenex.org, o llamanado al 924 38 71 89.
Plantabosques 2010 - Hornachos.wmv
Preguntant a una nicaraguense. Educacio ambiental AMBEA
laigua un problema de sentit comu
problema ambiental
Cascalheiras 2
Video para sensibilizar al público sobre las multiples amenzas que se ciernen sobre nuestro mendio ambiente.Documental producido por ALBA FILMS y Fundación Luciérnaga. Managua Nicaragua
Documental: De las Entrañas de la tierra - Parte 1
 
http://www.deltadoparnaiba.com.brJericoacoara Delta do Parnaíba Lençóis Maranhenses.Rota das Emoções Informações: (86)3321-1969 Morais Britohttp://www.deltadorioparnaiba.com.br JERICOACOARAQual a origem do nome Jericoacoara? São várias as versões, mas a mais provável é que seja de origem do tupi-guarani  yuruco (buraco) cuara (tartaruga), ou seja buraco das tartarugas, numa referência ao de Jericoacoara ser uma praia onde ocorre a desova de tartarugas. Agora imagine um lugar de sonhos... sem barreiras, sem censuraUm lugar paradisíaco aonde o convencional não chegou.Liberdade, qualidade de vida, sem trânsito, sem eletrônicos, sem horários. Assim é Jeri (como é carinhosamente conhecida). JERICOACOARA -- área de proteção ambiental desde 1984, está localizada a 300 km de Fortaleza, capital  do Ceará e a 220km de Parnaíba (PI) (a porta de entrada do Delta do Parnaíba). E é esta proteção, abençoada por Deus, que protege Jeri de predadores naturais, o chamado progresso desordenado, ali tudo é amplo, o contato com a natureza é intenso e nenhum comportamento é reprimido. Seu ecossistema é composto por dunas móveis gigantescas, lagoas de água cristalina, manguezais, praias de enseada, praias de oceano e praias rochosas.  Não se permitem construções além do vilarejo que ocupa somente 1km2 (obedecendo a diversas restrições, que devem obedecer ao padrão existente, ocupar no máximo 50% do terreno e ter máximo 250m2) da área protegida de 200km2, não é permitido a construção de estradas,  nem a caça e pesca predatória. Jeri está construindo sua usina de reciclagem de lixo, para resolver o problema do lixo produzido pelo aumento de uso de produtos industrializados (embalagens de modo geral) conseqüência do turismo no local. Jeri já foi matéria de vários jornais importantes nacionais e internacionais, como o Washington Post, que a escolheu como uma das 10 praias mais belas do planeta, também foi cenário do filme longa metragem, a Ostra e o Vento, tornando-a aos olhos do mundo extremamente cobiçada,  e vale a pena conhece-la. Em Jeri não há rede elétrica convencional, hoje existe apenas uma rede subterrânea que distribui energia para as casas, não havendo postes para que não haja intervenção na luz natural proveniente da lua e das estrelas... O que fazer em Jeri? -- Você pode escolher desde as caminhadas mais tranqüilas até os esportes  radicais como o windsurf e sandboard. Curtir o pôr-do-sol se tornou obrigatório, é um espetáculo fantástico e único. Os cenários de Jeri são incontáveis, que é difícil imaginar todos em um mesmo lugar e tão próximos. Em Jeri você não encontrará luxo nem requinte, mas existem pousadas confortáveis com banho privativo e ar  condicionado.  Boa comida, povo hospitaleiro  e a  beleza das paisagens que impressiona. Prepare-se para ficar mais tempo do que imagina pois o lugar é mágico e inesquecível. Como chegar: somente em veículos 4 x 4. Saindo de Parnaíba, há  passeios regulares em carros tipo toyota com guias especializados e tarifas convidativas, fazendo o percurso em menor tempo, já que os 120 km  de Parnaíba até Camocim,  são  feitos em rodovia asfaltada e excelente estado de conservação. Aproveite seu roteiro fazendo Lençóis Maranhenses/Delta do Parnaíba/Jericoacoara, com certeza você ganhará mais tempo para apreciar as belezas destes lugares singulares.http://www.deltadoparnaiba.com.br
Jericoacoara Jijoca Ceará Brasil
Reinhard Maack, famoso pesquisador e naturalista alemão, filmou inúmeras paisagens naturais do Brasil no começo do século 20. Na década 60, enquanto registrava em película uma tribo indígena vivendo ainda em estado primitivo a poucos quilômetros de Londrina PR., fazia previsões sombrias sobre os problemas ambientais brasileiros e mundiais e até mesmo sobre o aquecimento global. Este filme regata estas imagens e faz um parelelo entre o que ele encontrou e o que temos nos dias de hoje.
Mata atlântica - um destino traçado 1
Desenho animado do peixinho da ANVIG falando sobre problemas ambientais
Anvig
História das Coisas de Annie Leonard é um documentário, direto, passo a passo, baseado nos subterrâneos de nossos padrões de consumo.Revela as conexões entre diversos problemas ambientais e sociais, e é um alerta pela urgência em criarmos um mundo mais sustentável e justo.
História das Coisas - parte 1 (Dublado)
Os Problema Ambientais
Problemas ambientais by Pedro
 
A avenida Leste-oeste tornou-se ponto para o despejo de lixo e entulhos. As calçadas e até o canteiro central estão tomados. Segundo a Prefeitura, 90% do lixo é jogado por carroceiros. Para acabar com o problema, a regional está fazendo fiscalização e vai intensificar o trabalho de educação ambiental com os moradores.
Moradores reclamam do lixo espalhado na Capital
Los jóvenes por Quilpué hemos estado acompañando a los grupos ecológicos de las escuelas certificadas SINCAE, a desarrollar diversos diagnósticos de importancia ambiental. Uno de ellos es el Reconocimiento de Entorno Local. Dicho instrumento es una aproximación para conocer de forma georeferenciada el estado ambiental de entorno local de cada escuela con aspectos sociales, económicos, culturales y naturales, con ayuda de instrumentos como el plano regulador comunal. De esta forma ha sido posible conocer los principales problemas ambientales presentes en el sector, y de que forma podemos ser parte de la acción para su solución.
Reconocimiento del entorno local
Conjunto de trabalhos construídos pelos estudantes dos 9ºs anos do Colégio Santa Emília, de Olinda - PE, para a disciplina de Química.O objetivo dos trabalhos é apresentar problemas ambientais relacionados aos bairros onde vivem, relacionando suas causas e possíveis consequências.
TERÇa -trabalho pronto.wmv 9 A
Erosão causada pelas águas pluviais. A enxurrada causada pela força das águas pluviais acima da média logicamente vai parar no ponto mais baixo do terreno. As várzeas, os córregos ou rios das baixadas, cercados de vegetação nativa, recebem essa agressão: terra arrastada forma bancos de areia que assoreiam tanto a vegetação quanto o curso de água doce, podendo chegar a extinção de uma nascente ou córrego. Ao prejuízo ambiental, soma-se o prejuízo ao produtor, contabilizado pela parte fértil do solo (20 cm de solo agrícola) que se esvai ladeira abaixo, diminuindo a eficiência da exploração agropecuária. Infelizmente, na época das chuvas, esse cenário é comum em boa parte das propriedades, anuncia o Técnico em Agropecuária Daniel Geraldo de Carvalho, da EMATER PARANÁ, de Sto. Ato, do Caiuá. Nessas regiões as curvas de nível deverão serem marcadas sem gradiente ( em nível) e os terraços a serem construídos, exigem cuidados permanentes de manutenção, mesmo em áreas de pastagens, pois sua primeira função e diminuir a velocidade do escorrimento superficial das águas das chuvas e segunda é represar a terceira é aumentar a infiltração nas camadas profundas do solo (horizonte B). Quando inverna por vários dias, o solo já está saturado e a água acaba se acumulando nas curvas em grande volume ( nos terraços bem gramados a infiltração de água é maior, pois, as raízes das plantas estão em constante renovação, aquelas raízes velhas morrem, apodrecem e formam canais no sentido das camadas profundas do solo - servindo de canais para a infiltração da água). Criam-se pontos de pressão ameaçadores sobre o terraço. Basta existir o chamado vício de erosão naquele terreno, um ponto mais baixo ou uma valetinha, para a água achar a saída e abrir fendas na curva. Forma-se, então, a voçoroca descendente, descreve. Nesse cenário, segundo ele, o problema maior é que a enxurrada vai se encontrar com a água represada da mesma maneira, na curva seguinte. Nessa última, o terraço de contenção não foi projetado para suportar o volume multiplicado de correnteza com terra, e logo é superado e erodido, descreve. Em questão de minutos, o investimento realizado pelo produtor vai literalmente por água abaixo. Se nada for feito, com o passar do tempo aparecem erosões com vários metros de profundidade. É comum também o surgimento de valetas na extremidade da curva de nível, local normalmente usado como carreador, passível de apresentar depressões deixadas por animais ou veículos, ou seja, os arriscados vícios de erosão. O custo para a recuperação de todas essas áreas é alto e exige, quase sempre, manutenção anual. Para evitar o problema, têm-se procurado alternativas. Algumas são realizadas igualmente em nível, como o chamado terraceamento embutido, em que, ao invés da construção elevada do terraço, aprofunda-se o solo no lado mais alto do terreno, oferecendo maior compactação e resistência à pressão da água. Outra opção é construir travesseiros imensos de terra, seja nos pontos fracos, para impedir o estouro da curva; seja nas suas extremidades, para tentar evitar a fuga da água. Todas exigem grande revolvimento de terra, maquinário pesado, e produzem uma área de baixa fertilidade do solo à sua volta. Dependendo das condições topográficas, esses terraços chegam a alcançar alturas significativas, de dois ou três metros.
Escorrimento de pequena quantidade de água nas trilhas do animais, grande estrago - VOSSOROCA
Reflexiones sobre las posibles soluciones al problema mundial del hambre.  Se analizan contextos relativos a la agricultura tradicional, los transgénicos, la ingeniería genética y su impacto en esta problemática
El Hambre: ¿problema ambiental fundamental para latinoamérica?
 

Categorias