Informação para um mundo melhor! Idéias para o desenvolvimento sustentável!

Problemas Ambientais: causas, efeitos e soluções.

Gatos que deixam marca de urina em casa

Há muitos donos de gatos que aparecem com a queixa de encontrarem marcas de urina em vários locais da casa. Nestas situações, e em primeiro lugar, há que definir muito bem se se trata de uma verdadeira marcação ou de outro comportamento associado a aversão ao caixote ou à areia, a problemas orgânicos como cistites, a stress ambiental, etc. Estes problemas comportamentais têm causas muito distintas e, assim, tratamentos diferentes.Tratando-se de uma marcação territorial, a quantidade de urina é menor e em superfícies verticais, sendo que este problema surge principalmente em machos não castrados, e a resolução do problema passa de facto pela castração do animal. Nas restantes situações a castração, por si só, não resolve o problema e, nesses casos, existem dois dos aspectos fundamentais da terapêutica comportamental que devem ser realizados: a criação de uma zona segura e de um enriquecimento ambienta.- A zona segura é um local onde o animal se pode esconder, de onde nunca é retirado nem manipulado, perto dessa zona deve existir comida, água, e uma caixa de areia, e deve ser colocado um difusor de feromonas faciais, que actua como apaziguar e redutor do stress.- O enriquecimento ambiental consiste em tornar o ambiental o mais semelhante possível ao ambiente natural dos felinos. Para isso deve ser feita uma estimulação ambiental através de plataformas, onde o gato pode explorar o espaço, deve ser feita uma estimulação olfactiva, visual e através de objectos pendurados, brinquedos escondidos onde possam ser colocados pedacinhos de comida ou que contenham cat-nip (erva gateira), brinquedos com movimento e som. É de salientar que o enriquecimento ambiental deve ser proporcionado a qualquer gato que viva num apartamento.Dúvidas, Achados, Adopções e muito mais você encontra no Portal Bichos & Bichos. www.bichosebichos.comPet Shop, petshop lisboa, petshop Portugal, ração animal, ração cão, gato, peixes, pássaro, roedores, petshop online.

Mais vídeos de Problemas Ambientais.

Fue entre los Abogados Espinosa Viale y Sidoli, durante el encuentro del viernes (05/06/09) en la Legislatura porteña, del que participó IPODAGUA.COM.AR. Marcadas diferencias sobre los estudios científicos y la legislación vigente. Ver nota completa Aqui: http://www.ipodagua.com.ar/spip/spip.... y Otra: http://www.ipodagua.com.ar/spip/spip....
IPODAGUA: CONTAMINACION INVISIBLE - DURO CRUCE ENTRE ABOGADOS AMBIENTALISTAS
Ensayar alternativas energéticas para sustituir la leña es la prioridad número 1 del Municipio de La Paz Centro, la ultima buena experiencia en ese tema ha sido con la Cuenta Reto del Milenio (CRM), estaban ensayando, junto con campesinos y artesanos de La Paz Centro, la producción de artesanía, ladrillos y tejas de barro, pero usando materia vegetal para sus hornos, en vez de leña. La Paz Centro se encuentra a 54 kilómetros de Managua y a 32 de León.En el Proyecto Biomasa, de la Universidad Nacional de Ingeniería (UNI), y el organismo Proleña, los que hicieron una alianza con el propósito de sustituir el uso de leña en las actividades artesanales del municipio de La Paz Centro con el aprovechamiento de los residuos agrícolas.En La Paz Centro hay alrededor de 60 planteles de ladrillos y tejas, y 30 talleres de artesanía.En ese sentido en conjunto es necesario financiar para empezar a realizar una serie de experimentos, determinar el potencial calórico de los residuos agrícolas en comparación con la leña y el costo que significa la transformación de los hornos de confección de ladrillos para quemar materia vegetal producto de las cosechas.En este esfuerzo, ya han ensayado con cascarilla de maní, de café, de arroz y de jícaro.Los artesanos no cuentan con la tecnología adecuada para conservar y potenciar el calor en los hornos utilizados en la cocción, por lo que requieren de grandes cantidades de leña, con lo cual deterioran cada vez el medio ambiente.Otra opción que tienen los artesanos es sembrar árboles y en seis años aproximadamente garantizar la madera, refirió Francisco René Dolmus Morales, propietario de la fábrica de tejas y ladrillos San Carlos, la cual consume ocho carretas de leña por semana.La CRM además del apoyo en las alternativas energéticas también ha incluido a productores de La Paz Centro en el proyecto de desarrollo forestal de Occidente.Una solución al problema energético para los artesanos de La Paz Centro,  se da en la ciudad El Tejar en Guatemala, y en la ladrillería La Castellana, en donde hasta hace poco horneaban 70 u 80 mil ladrillos con la leña que en La Paz Centro utilizan para hornear 10 ó 20 mil ladrillos de 2X10. Creo que las juntas que están interesadas en la protección de los bosques en La Paz Centro, deberían enviar una comisión a Guatemala, país que por medio de su embajador ,
PAZ CENTRO ARTESANOS IMPACTO AMBIENTAL manfut
Um grande projeto sempre dá asas à imaginação. Concebê-lo, desenvolvê-lo e implementá-lo é um desafio maravilhoso e a oportunidade de se criar soluções para problemas futuros, novos e antigos.Em Curitiba o projeto de sua primeira linha de metrô avança. Ótimo! A cidade está em franco crescimento, precisando ter, em uma década, um sistema de transporte coletivo adicional ao existente. A saturação na superfície é evidente e não vai parar de aumentar tão cedo. A terra, o chão que pisamos, poderá ser melhor utilizado, mais ainda quando se dá tanto destaque às questões ambientais (o ser humano ficou em segundo plano, efeito lêmingues ?).
Metrô futebol e Curitiba
A Terceira Travessia do Tejo (TTT) em Ponte no Mar da Palha põe definitivamente em risco as populações ribeirinhas das cidades de Lisboa até Vila Franca de Xira e do arco ribeirinho da margem sul (Alcochete, Montijo, Moita, Barreiro, Seixal e Almada). O índice de assoreamento no Mar da Palha é extremamente elevado, como é bem visível nesta fotografia do Dique Vasco da Gama ( http://www.anmpn.pt/images/apvg.jpg ) dado que, o aumento de amplitude do estuário naquela zona provoca uma diminuição significativa da velocidade da água, que facilita a precipitação dos sedimentos que vêm em suspensão. Na maré baixa, no trajecto Seixal - Lisboa, existem locais onde já não passam dois catamarans um pelo o outro. Os cerca de 50 pilares da nova Ponte vão originar igual número de ilhas cujo aumento de volume ao longo dos anos provocará um efeito de Dique, potenciando a ocorrência de catástrofes com inundações das zonas ribeirinhas, em situações de caudais elevados aliadas a ventos e marés vivas equinociais. Efectivamente, dado que os caudais no rio têm vindo a aumentar fruto da diminuição das zonas de infiltração em terra ocupadas pela malha urbana, a introdução de infra-estruturas no rio que funcionam como obstáculos à corrente fará crescer significativamente o nível de assoreamento, potenciando a ocorrência de inundações devido à subida da altura da água. Este problema não foi objecto de qualquer estudo científico, nem sequer foram consultadas as entidades de referência no domínio da hidrografia, nomeadamente, o Instituto Hidrográfico. O Professor Carvalho Rodrigues, no Programa Clube de Imprensa da RTP2, através de uma experiência simples, mostra-nos os riscos que a TTT em ponte (em qualquer dos corredores) representará para as populações ribeirinhas, no caso de não vir a ser travada a tempo. A falta de rigor e superficialidade do estudo subjacente à TTT no respeitante aos seus efeitos na área molhada, é uma vergonha para a Engenharia Portuguesa, aliás bem patente no parecer sobre o Projecto emitido pelo Gabinete de Sexa. o Chefe do Estado Maior da Armada, quando afirmou  sic. Apesar do Estudo de Impacto Ambiental referir que o Instituto Hidrográfico foi contactado como entidade interessada, convém esclarecer que as solicitações dirigidas àquele Instituto não foram nesse sentido, tendo tido apenas como objectivo a cedência de dados hidrográficos publicados pelo IH. Ou seja, quem sabia da poda, quem tinha a soberania sobre os saberes, não foi consultado!Para ver a totalidade  do video do Clube de Imprensa de 2009.04.29 - Portugal, País de Descobertas? - clique neste link http://ww1.rtp.pt/multimedia/?tvprog=...
Viver à beira do Dique «Chelas-Barreiro» ou «Beato-Montijo ...
Aprenda ferramentas tais como.... Comunicação Confiança Cooperação Criatividade Interdependência Liderança Perseverança Trabalho em equipe Auto confiança Resolução de problemas O curso cordas è uma variedade de obstáculos desenhados com o propósito de desafiar os limites, físico, mental e emocional dos participantes. Muitos dos obstáculos, ou elementos, são também desenhados para encorajar o trabalho em equipe de forma a alcançar alvos específicos, sendo então uma ferramenta excelente para grupos, negócios, escolas e outros mais. Cada elemento è feito de vários cabos, madeira, cordas, pneus e árvores locais. O terreno com árvores prover um espírito de aventura pra cada grupo do curso. Os participantes do curso cordas são colocados em grupos de 8 - 12 pessoas e então levados a passar pelo curso por um facilitador treinado. Nosso curso cordas è composto de cerca de 8 (estamos sempre adicionando mais) elementos altos, e de 10 ou mais elementos baixos e centenas de elementos moveis que irão ambos desafia-lo e satisfazer seu desejo de vencer os obstáculos de sua vida. Frases de participantes do curso cordas. (Quotes from past participants) Humildade me ajudou a sarar enquanto eu literalmente tive que enfrentar um muro, um muro muito alto no curso cordas. Minha equipe trabalhou comigo (congelada) pra que eu conseguisse vencer com sucesso esse desafio. Isso me mostrou que temos uma parte importante a cumprir na vida de cada um. Participante - Rhonie É surpreendente ver um grupo de indivíduos se tornar uma equipe e ao mesmo tempo esta dispostos a mostrar suas forças e fraquezas uns aos outros. As pessoas ganham auto confiança, vencem o medo e crescem na dinâmica e nas habilidades de grupo e ao mesmo tempo se divertem ao máximo fazendo isso. Jeff - Diretor do Cordas em Salem, OR - EUA.(mais)
Curso Cordas
 
Decibéis muito acima do tolerável ocupam hoje o terceiro lugar no ranking de problemas ambientais que mais afetam populações do mundo inteiro, atrás somente da poluição do ar e da água. Muitas pessoas já sofrem por conta disso mas não identificam a causa. O Em Movimento foi saber sobre o assunto no quadro Movimento Sustentável.Durante o dia é possível identificar inúmeros ruídos nocivos a saúde. Segundo o técnico do disque-silêncio Wallace Muniz, o barulho na capital está aumentando e a medição das vias mais movimentadas chegam ao pico de 95 decibéis, tendo em média 75 decibéis.Perguntamos ao otorrinolaringologista César Augusto, qual é o limite de conforto para os nossos ouvidos. Ele informou que o ideal é não passar dos 65 decibéis e nem ficar exposto muito tempo, mais de uma hora, em ambiente ruidosos.Testamos também outros barulho que podem passar despercebidos mas também causam problemas. Um liquidificador ligado tem uma média de 69 decibéis, o telefone 65 decibéis, a televisão em volume médio, 67 decibéis) e o simples interfone tem uma mésia de 64 decibéis. Junte tudo isso ao barulho provocado pelo trânsito e veja se é possível tolerar.Outra preocupação dos especialistas é o uso da tecnologia, como é o caso do MP3. Em uma rápida pesquisa nas ruas de Vitória, constatamos que o volume médio do MP3 é de 26, quando o máximo é de 31. No caso de ouvir o aparelhinho em ônibus, esse volume sobe para o máximo.O cirurgião Fábio Zamprogno, teve recentemente um problema causado pelo uso constante de fone de ouvido para falar no celular. Ele conta que no início era pela praticidade de falar ao telefone e poder realizar outras atividades, mas depois isso de tornou um hábito. Depois de algum tempo ele começou a sentir zumbidos e dores no ouvido esquerdo - onde ficava o fone - e resolveu procurar um especialista, que suspendeu imediatamente o uso do acessório.Mas os problemas vão além da parte física podendo causar agravamentos neurológicos. César Augusto conta que já atendeu casos de irritabilidade e estresse ocasionados pelo excesso de barulho. Ele ressalta ainda que por ser uma sintomatologia demorada, muitas vezes o paciente só procura ajuda quando a lesão já está instalada.Segundo o psiquiatra Ruy Perini, pessoas que ficam expostas muito tempo a um barulho incômodo podem responder com irritação, cansaço mental e até mesmo distúrbio no sono.Pra quem vive na cidade não dá para se livrar de todo esse barulho. Mas então, o que podemos fazer? Os especialistas dizem que de imediato o ideal é reduzir a exposição. Caso não seja possível, vale usar protetores auriculares encontrados facilmente no mercado.E como prevenir é sempre o melhor, algumas dicas:Se for inevitável ficar muito tempo em ambiente ruidoso, use protetores de ouvido. Em casa janelas com vidro duplo dificulta a passagem de som. No trânsito evite som alto no carro. Não durma com o MP3 ligado e evite volumes elevados. E para interromper o estresse acústico e ter uma boa noite de sono, vale uma meditação de alguns minutos.Cesar Augusto Meira (otorrinolaringologista) - (27) 21047000 / 21047087Ruy Perini (psiquiatra e psicanalista) - (27) 3225-9944Disque-silêncio -165
Em Movimento - Mais barulho, menos saúde - 19/07/2008
O vídeo, produzido em 2004, retrata a realidade vivida pela população da cidade de Campos do Jordão, interior de São Paulo. Como fio condutor, a lenda dos três pinheiros conduz a história da incansável busca por riquezas no alto da Serra da Mantiqueira. É um vídeo de desabafo e, ao mesmo tempo, de valorização da cultura local. Afinal, muitas pessoas conhecem apenas as belezas da cidade, mas fecham os olhos aos muitos problemas enfrentados pela população todos os dias. A famosa Suiça-Brasileira ainda está muito longe da qualidade de vida europeia. E, assim, como outras tantas cidades pelo Brasil, uma urgente reestruturação de ideias e ações é necessária para o desenvolvimento social e ambiental do país. Que este filme, feito por jovens jordanenses e taubateanos, possa servir de inspiração para estas transformações.
Campos do Jordão por outro ângulo
TVE divulga a participação do diretor-geral do INGÁ, então Secretaria de Recursos Hídricos, Júlio Rocha, na Bienal do Livro da Bahia. Júlio esclarece que O Diálogo das Águas é uma conversa entre o ambiente e o ser humano. Além da escassez e das mudanças climáticas, um dos graves problemas é a poluição, que compromete a qualidade das águas. Graças as ações do INGÁ e do Governo Estadual, a Bahia tem avançado no quesito preservação e ação responsável no manejo da água. Na ocasião, o INGÁ lança o Caderno de Educação Ambiental, com o objetivo de levar informação aos cidadãos baianos sobre a importância da conscientização ambiental.
18.04.2007 Júlio Rocha, diretor geral do INGÁ participa da Bienal do Livro
el monetarismo es el unico interes que guia a los paises de todo el mundo¿cuál es el origen de la crisis económica? ¿ porqué los sistemas educativos, financieros , legales, sociales, educativos y bancarios están colapsando? ¿tenemos libre albeldrio? ¿qué podemos hacer para crear una realidad distinta?¿qué hacer para trascender las barreras raciales, políticas, sociales? ¿qué significa el despertar y cómo es que en el trasfondo de este colapso mundial está la crisis por la que nuestra consciencia atraviesa actualmente revalorizando hasta la raiz lo que es ser humano y vivir en este planeta? La segunda parte de este magistral documental, nos trae una visión sistémica y holística que nos lleva a entender el origen de todos nuestros problemas, la forma y estructura del sistema o la matrix y como podemos trascenderlo al elevar nuestras consciencias, traer luz a nuestras mentes y paz a nuestros corazones, para poder tener la claridad y comprensión necesarias para poder cocrear una nueva realidad, una realidad donde haya autentica libertad de pensamiento, de sentimiento de existencia, libertad para vivir, para ser y mostrar nuestro profundo potencial, aún latente... tal como lo dijo un gran sabio la verdad te hara libre... Puntos criticosetica empresarial competencia desleal capitalismo monetarismo jacque fresco neoliberalismo, adam smith, interes corrupcion dictadura monopolio binestar social virus sida tecnologia ver episodio 8http://mx.youtube.com/watch?v=6zc7o4d...
20 ZEITGEIST ADDENDUM 7-13 NO MAS SECRETOS... NO MAS MENTIRAS
Trabalho de Geografia com o tema Problemas Ambientais
Problemas Ambientais
 
Feito com o objetivo de usar o humor para conscientizar sobre o problema da escassez de agua e criticar vicios da sociedade de consumoMusica: Pense em mim - Leandro e LeonardoIdéia Original: Fernando BezerraExecução: Alberto Oliveira Jr.
Pense em Mim - Meio Ambiente
Ainda é tempo, mudar... Nós podemos
http://www.greenpeace.org
Aquecimento Global - Problemas Ambientais hoje (HQ)
Como parte de una labor ambiental este video fue creado para concientizar las mentes de quien lo vea..... Atte. AARON GONZALEZ .....UNIVERSIDAD RURAL DE GUATEMALA
PROBLEMAS AMBIENTALES
A música não é a mesma do original (Green Day - Good Riddance (Time of yout Life)) devido a problemas... não me culpem.. culpem a gravadora e seus direitos autoraisAcho o original melhor, mas este é o último vídeo da turma III de Engenharia Ambiental.Saudades....
The Last One - Formatura Engenharia Ambiental - Turma III - 2004-2008 Unesp ...
Reportaje de Katia DuharteCámara: Julio MathewsEdición: Jorge SakiharaAgradecimientos a Ani Casanova y Dolly LeónLa cara más oscura de un capitalismo que en la práctica es mucho más que salvaje, en donde no hay límites para el enriquecimiento de unos pocos aún a costa de la explotación y esclavización de niños, la contaminación ambiental indetenible y la más extendida corrupción moral. Todo esto se puede encontrar en el cerro El Toro, en Huamachuco, a sólo 8 horas de Trujillo, a vista y paciencia de las autoridades, que son no sólo cómplices de estos abusos sino, en muchos casos, promotores de este problema.En los 90s la panacea a todos los problemas de nuestro país fue la privatización, impulsada por grupos elitistas como la CONFIEP, que ahora en pleno siglo XXI exhibe su progreso con prácticas laborales del siglo XVII, en donde el fin fundamental no es el beneficio de la sociedad, sino el desangramiento de la misma con la destrucción de sus principales elementos: los niños.En la actualidad en el Perú la principal actividad económica es la minería, la más rentable por el boom de los minerales a nivel mundial.  Los empresarios mineros ganan miles de millones todos los años, ahora puede ver por qué.Reportaje emitido en el programa dominical Cuarto Poder, conducido por Sol Carreño y Raúl Tola y emitido por América Televisión (Lima, Perú).
Minería Informal explota niños 1/5 (Cuarto Poder 10-06-07 ...
 
Solidariedade no mundo animal:O patinho alimenta os peixes no lago.++++++++++++++++ SOLIDARITY in the animal world: a duckling feeding the fish in the lake.+ SOLIDARIDAD en el mundo animal: un anadón que alimenta los pescados en el lago.+ SOLIDARITÉ dans le monde animal : un caneton alimentant les poissons dans le lac.+ SOLIDARITÄT in der Tierwelt: ein Entlein, das die Fische im See einzieht.+ ???????????? ? ???????? ????: ?????? ??????? ???? ? ?????.+ SOLIDARIETÀ nel mondo animale: un anatroccolo che alimenta i pesci nel lago.+ SOLIDARITEIT in de dierenwereld: een eendje dat de vissen in het meer voedt.+ ?????????? ??? ????? ?????: ???? ??????? ??? ?????? ?? ????? ??? ?????.===============A domesticação de animais ou plantas é um processo utilizado desde a pré-história. Consiste na seleção e adaptação de certos seres vivos, considerados úteis para suprir necessidades humanas, para a vida em associação íntima com os seres humanos e com outras espécies. Ao longo de milhares de anos, esse processo acarretou modificações em várias características originais dos seres vivos domesticados, chegando em muitos casos ao desenvolvimento de dezenas de raças, como os cães e gatos.Outros exemplos de animais domésticos são o cavalo, vaca, porco, cabra, coelho, ovelha e várias aves como a galinha. Muitos deles são utilizados na pecuária. As plantas domésticas são inúmeras e vão desde as utilizadas em residências até às cultivadas na agricultura.A domesticação acompanha a História da civilização, sendo benéfica para o desenvolvimento da mesma, porém é extremamente prejudicial à natureza e à ecologia, já que, em contraste com a seleção natural, a domesticação provoca uma seleção artificial de alguns seres vivos em detrimento de outros que o ser humano procura eliminar por considerar hostis à sua sobrevivência. A domesticação, desse modo é um fator de redução da biodiversidade. Um exemplo no Brasil é o abate de onças que se alimentam de gado. A agricultura acarreta a devastação de florestas naturais e em seu lugar são instaladas monoculturas. O habitat e os alimentos de animais selvagens são dessa forma destruídos.A domesticação acaba sendo ao mesmo tempo benéfica e maléfica ao ser humano, pois este também sofre as conseqüências de problemas ambientais gerados pela domesticação em grande escala.fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Domestic...=====================The creation of animals or plants is a process used since daily pay-history. It consists of the election and adaptation of certain beings livings creature, considered useful to supply necessities human beings, for the life in close association with the human beings and other species. Throughout thousand of years, this process caused modifications some original characteristics of the beings domesticated livings creature, arriving in many cases at the development of sets of ten of races, as the dogs and cats. Other examples of domestic animals are the horse, cow, pig, goat, rabbit, sheep and some birds as the hen. Many of them are used in the cattle one. The domestic plants are innumerable and go since the used ones in residences until the cultivated ones in agriculture. The creation of animals folloies the History of the civilization, being beneficial for the development of the same one, however it is extremely harmful to the nature and the ecology, since, in contrast with the natural election, the domesticação provokes an artificial election of some beings livings creature in detriment of that the human being search to eliminate for considering hostile to its survival. The creation of animals, in this manner is a factor of reduction of biodiversity. An example in Brazil abates is it of ounces that if they feed of cattle. Agriculture causes the destruction of natural forests and in its place cultivations are installed. The habitat and the foods of destroyed wild beasts are of this form. The creation of animals finishes being at the same time beneficial and maleficent to the human being, therefore this also suffers the consequences of ambient problems generated by the large-scale creation of animals.
solidariedade do pato - comida aos peixes
O meio ambiente está em emergência, problemas que a produção em massa e o consumo massivo de bens e serviços vêm causando, nos fazem pensar em o que fazer para amenizar esse problema. A sustentabilidade busca inverter esta situação, diminuindo o impacto ambiental, mas alguns estudos mostram que não basta tornar o ambiente menos impactante e sim pensar na desmaterialização, novos cenários adequados ao estilo de vida sustentável, com redução na quantidade de produtos e aumento na venda de serviços, em busca da satisfação como valor, ao invés da propriedade física individual dos produtos. Com isso, propomos como abordagem estratégica, fazer uso da função do produto e não uso do mesmo. O presente artigo busca explicitar por meio de um storyboard um sistema produto-serviço de móveis corporativos.
Apresentação do artigo ISSD2009 065
Momento Ambiental - O Problema do Lixo e Soluções
- http://tv-justica.blogspot....
Momento Ambiental
El planeta esta enfermo dice Jesse Huerta, una mitad del súper dúo Mexicano, Jesse y Joy. Los ganadores del Grammy Latino Mejor Artista Nuevo de 2007 por su primer disco, Esta es mi vida. En este video podrás escuchar a Jesse y Joy hablando del problema ambiental mas grave de nuestra historia, el calentamiento global, y que puedes hacer tu para ayudar. www.laondaverde.org
Jesse y Joy están en La Onda Verde
É uma iniciativa da RBS TV Santa Maria, visa sensibilizar e conscientizar a população regional quanto aos problemas ambientais e ressaltar a importância da mudança de hábitos para a preservação do planeta e da vida.
Pense Verde - Reciclagem -Campanha RBS TV
 
A Vala em Santo Varão foi no passado uma linha de água importante com muitos recursos ao nível da pesca e de grande riqueza ambiental. Com as obras no rio Mondego, diminuiu o caudal e a qualidade da água. Apesar dos problemas referidos, continua a ser um ponto de encontro da população e um local de lazer com enorme potencial. Atravessa as Freguesias de Pereira e de Santo Varão do Concelho de Montemor-o-Velho.
Vala em Santo Varão
O vídeo mostra a diferença entre pichação e grafite alertando para um dos problemas das cidades grandes: a poluição visual.
Adriana Móras - Pichação ou grafite
Hola aqui el Gerente de CIteramica Luigi Castillo, como sabran algunas semanas atras publicamos un video mostrando la contaminacion que se da en Chulucanas a causa de los hornos de ladrillo y tb haciamos referencia a que los hornos de ceramica tambien que existen dentro de la ciudad tambien contamian,, esto molesto a algunos ,, pero en fin nuestra camarita como dijeron algunos (que a proposito es mi celular) pero que nos sirve algo,,, y bueno entendemos los comentarios,,pero no podemos tapar el problema,,, ojala que de aqui en adelante las autoridades pertinentes tomen las medidas necesarias par solucionar este problemas... si biene es cierto aun no se ha podido medir el grado de contaminación tanto de las ladrilleras como de los hornos de Ceramica... tal como lo dijo en una entrevista la Fiscal de Ambiente de la Provincia y asi mismo el representante de la OFiciande MEdio Ambiente de CHulucanas,, el problema está ahi y como tambien lo dijo el representante de Citeceramica Luigi Castillo,,,
luigi castillo - Tema Contaminacion Ambiental.flv
problema ambiental
Cascalheiras 2
Mostra a tecnologia social baseada na utilização do pó de basalto na produção agrícola, tornando um problema ambiental -- o rejeito da produção industrial de brita para a construção civil -- em um fator de melhoramento da produção de vegetais no Rio Grande do Sul.
22 - Utilização de Pó de Basalto na Produção
 

Categorias