Informação para um mundo melhor! Idéias para o desenvolvimento sustentável!

Problemas Ambientais: causas, efeitos e soluções.

Documentário sobre o Manguezal em Aracaju

Documentário que ganhou em 3° lugar na categoria arte/Ensino Médio, na II Olimpíada Ambiental de Sergipe Intitulado de A destruição da paisagem natural em favor do crescimento urbano, aborda os problemas gerados pelo crescimento desordenado de Aracaju/Sergipe, o que serve também para qualquer outra cidade.O vídeo foi elaborado por alunos do 2º ano do ensino médio, sendo eles: Charlie Rodrigues Fonseca, Gabriella Souza Barreto, Luis Felipe Araújo e Rafael Azevedo Ferreira, do COC-Colégio São Paulo, em Aracaju. Participação do Professor e historiador sergipano Luiz Antônio.

Mais vídeos de Problemas Ambientais.

Icaros-Demeter Ltda. é uma reconhecida empresa na área agrícola por sua precisão e capacidade de fornecer aos agricultores, de forma rápida, dados detalhados e precisos sobre as condições das culturas; analisando e percorrendo vastas áreas com um desempenho incomparável.Esta informação permite ao agricultor/fazendeiro agir prontamente caso haja algum problema, podendo tratar qualquer tipo de cultura e facilitando, também, o controle e o planejamento preliminar relativo a esta. Usando a plataforma Aerofotogramétrica Icaros? e um sistema de geração e processamento de dados GIS totalmente automatizado, Icaros-Demeter oferece quase que instantaneamente imagens ortoretificadas e mapas temáticos geo-espaciais (topográficos), ambos marcados com dados de espectro infravermelho. Icaros-Demeter fornece esses dados e ao mesmo tempo análises agronômicas ao agricultor/fazendeiro graças ao seu sistema algorítmico integrado (algorithm engine).Esta contínua série de dados facilita e permite ao agricultor/fazendeiro aumentar a sua rentabilidade seguindo alguns dos seguintes critérios:1.Diminuição no uso de Pesticidas (até 70%) por detectar antecipadamente os efeitos de agentes patogênicos no campo, e auxiliar o uso de taxas variáveis de tratamento variable rate treatment (VRT), e a descoberta de uma possível infestação de pragas em áreas específicas.2.Diminuição no uso de Fertilizantes (até 50%) por detectar antecipadamente possíveis situações de stress no campo e analisar imediatamente as necessidades nutricionais das culturas. 3.Avaliação precisa no gerenciamento de água (armazenamento e déficit hídrico no solo).4.Irregularidades no campo como variabilidade de solo, necessidade de irrigação ou drenagem e análises para um eficaz planejamento agrícola.5.Monitoramento preciso na mensuração de Biomassa e rendimentos, geração de gráficos de lucros e contagem exata da quantidade de árvores em campo.6.Avaliação exata de danos as culturas, quando referente a problemas causados pelo homem ou episódios ambientais como tempestades, enchentes, geadas, etc... Icaros-Demeter é uma empresa inovadora e reconhecida por seus serviços prestados na área agrícola, sendo assim, o seu maior objetivo é possibilitar que o gerenciamento agrícola faça parte do novo padrão de qualidade de seus agricultores/fazendeiros.  Resultados comprovadamente positivos nos rendimentos, na colheita e no controle de água, bem como a diminuição no uso de Agroquímicos fazem da Icaros-Demeter? a solução, através de ferramentas rentáveis e indispensáveis ao agricultor de hoje.
Icaros Demeter Ltd.
Terrorismo Ambiental   en Tingo MaríaVergüenza ajena siento cuando se habla de Tingo María por la constante contaminación del rio Huallaga, es alarmante el grado de contaminación que tiene este rio por la malas políticas ambientales de los gobiernos locales en especial la Municipalidad de Tingo María y algunas comunas distritales. Hicimos el recorrido por la rivera del rio Huallaga (Muyuna) y no fue nada agradable ver cuadros enteros de familias junto a sus niños y lo más alarmante  es que de esa agua unas 100 familias hacen uso diario para cocinar bañarse y beberlo. Dante Calderón quien  trabaja como reciclador denuncia que las autoridades nada hacen por solucionar este problema ambiental ya que votan desperdicios muy contaminantes como restos de placentas fetos o intestinos humanos productos de las operaciones que realiza el hospital, además hay guantes, frascos de medicinas y agujas contaminadas productos de los tratamientos a personas enfermas. Lo que más nos preocupa es que en estos lugares también hay niños y adolecentes que trabajan sin protección y la mayoría lo hacemos por sobrevivir pero el alcalde y funcionarios nunca se fijan en este problema. La basura con alta peligrosidad debe ser incinerada y no dejarlo expuesta a la gente y aun peor se creó un nuevo problema más grande vertiendo la basura al rio Huallaga.Es responsabilidad de las autoridades, empresas, instituciones públicas y Privadas tomar conciencia del daño que están ocasionando al ecosistema. Es hora de direccionar nuestros hábitos tercermundistas y cambiar la mentalidad individualista y depredadora -el rio  es muy grande y la basura también su efecto mortal es visible, los peces comen de todo  incluso la  basura; este río tiene gran caudal, y los residuos contaminantes esta por todas las orillas poniendo en serios riesgos la salud de la gente. Estos reclamos nunca tuvieron eco en la opinión pública ya que la gran mayoría no se hace una mea culpa somos tan ingenuos con nuestra actitud peligrosa. El resultado lo podemos ver a diario en los ríos donde se encuentra toda la basura sembrada por la ignorancia. El rio Huallaga es inmenso pero lo que se tira nunca se disuelve en todo el agua, queda concentrado en áreas pequeñas. Los peces comen su alimento normal pero contaminado con basura toxica. El rio podría deshacer todo, pero es mayor la velocidad de la contaminación que la degradación de los contaminantes.Muchas madres campesinas manifiestan su amargura é impotencia por que el rio está contaminado y sus hijos con problemas en la piel y en las orillas a se encuentra agujas, jeringas, y el más afectado de todo los abusos contra el  medio ambiente es el Distrito de Luyando quien hoy nada pueden hacer por la sordera permanente de las autoridades en general.
Terrorismo Ambiental en Tingo María
El planeta al igual que el hombre, se encuentran asfixiados por el plástico. Su generación y distribución masiva en todas las grandes ciudades al rededor del mundo, el mal uso que le damos, la corta vida útil de una bolsa o de un empaque plástico sumado a otros tipos de factores como que el plástico puede tardar mas de 400 años en degradrase contribuyen a incrementar este problema ambiental.
Basura Blanca.
Repórter fala exclusivamente ao TEMMAIS.COM sobre a reportagem 24/10/2009 (atualizado às 16:50) Da redação / Rodrigo Mansil  Cada vez mais animais silvestres procuram refúgio nas cidades. Fogem em busca de proteção e alimento, mas acabam se machucando. Na região de Rio Preto, eles recebem tratamento especializado e muitas vezes conseguem retornar à natureza.É cada dia maior o número de animais silvestres que são encontrados nas cidades. Essa invasão das cidades por animais silvestres não é exclusividade da nossa região e nem do Brasil. No mundo todo o fenômeno vem sendo observado. Ciência e governos tentam encontrar explicações e soluções.Enquanto isso, algumas causas estão sendo apontadas para esse problema, entre eles, as queimadas, a degradação da natureza e o desrespeito ao meio ambiente.A ação inconseqüente do homem ameaça a natureza. Animais capturados perdem a liberdade e são vendidos como mercadorias e perdem o espaço onde vivem e precisam se refugiar nas cidades em busca de proteção e alimento.Um convidado inesperado, um tamanduá invadiu uma festa em Rio Preto. Moradores registraram o momento em que o bicho passeia tranqüilamente até a chegada do Corpo de Bombeiros.Segundo especialistas, o desequilíbrio ambiental provoca mudança de comportamento nos animais que tentam fugir do perigo. Quando eles são socorridos já é tarde demais: muitas vezes, permanecem com seqüelas pelo resto da vida.Entre 2007 e 2008 houve aumento de 63% no número de atendimentos neste hospital veterinário na região noroeste do Estado. A coruja foi atropelada, fraturou a asa e ficou com a visão comprometida. O jaboti vai ter que se movimentar com a ajuda de rodinhas, até recuperar os movimentos das patas.O filhote passa o tempo todo agarrado nas costas da mãe que ainda está amamentando. Os dois não podem mais voltar à natureza, vão ser encaminhados para um parque ecológico. A tamanduá fugiu de um incêndio na mata e perdeu as garras, usadas para se defender.Mudança que ajuda a preservar espécies. Antes Valtair caçava pássaros, agora constrói casinhas para canários, um lugar onde as aves encontram comida farta e segurança; Nas gaiolas abertas o casal de canários-da-terra se alimenta com liberdade. O sanhaço azul come banana no tratador. A cuidadosa mamãe pica-pau garante a refeição do filhote protegido dentro da embaúba.
Rodrigo Mansil - Animais Silvestres
Este filme conta a história de Barroso, uma pequena cidade na região central de Minas Gerais. Com 20 mil habitantes, o município, desde 2003, vive um pocesso de tansformação. Com a ajuda do projeto Ortópolis (cujo nome vem do grego Orto=correta e Polis=cidade) os cidadãos barrosenses identificaram seus problemas e estabeleceram seus objetivos e metas para se desenvolver de forma sustentável. O projeto, idealizado pelo Instituto Holcim, tem iniciativas nas áreas econômica, social e ambiental. Todas as atividades gerenciadas pela Associação Ortópolis Barroso, envolvem mudanças de comportamento e articulações de parcerias entre a iniciativa privada, o governo e a sociedade civil. Para gerar renda, foram definidos quatro segmentos prioritários: leite, eletromecânico, artesanato e comércio. Os resultados que já foram conquistados são apresentados aqui pelos próprios barrosenses. Um exemplo para outros municípios de que é possível se transformar.
Barroso uma cidade que se transforma
 
El padre Marco Arana realizó actividades proselitistas en Villa El Salvador, en Lima. Entrevistado por nuestro canal asociado Villa TV Canal 45, explicó que Tierra y Libertad representa la fuerza apuesta política mas importante y la alternativa mas seria y honesta para combatir los problemas de la crisis ecológica en estos momentos que genera graves problemas de salud y del medio ambiente y porque además venimos de una trayectoria de lucha que reclama la justicia social, la igualdad, el respeto entre todos los peruanos.En cuanto a las alianzas, informó que son básicamente con organizaciones sociales y líderes locales creíbles, así como con pequeños y micro empresarios, e intelectuales. Tenemos alianzas importantes como las Juntas de Usuarios de Riego, con las Federaciones de Agricultores, federaciones Campesinas, los grupos de alpaqueros, los pescadores artesanales en el litoral peruano Y en algunas regiones especificas como Apurímac con movimientos locales regionales como Kallpa, o en Ayacucho con el movimiento Ayni o en Lambayeque con el frente de Defensa Ambiental o los productores agropecuarios en ese sentido hay un proceso de alianzas sumamente
Movimientos regionales apoyan candidatura de Marco Arana
Como viviam as sociedades pré-históricas no litoral do Espírito Santo? Onde se abrigavam? Do que se alimentavam? Mais do que saciar uma curiosidade natural do ser humano, os estudos necessários para responder a questões como essa podem ser fonte de emprego e renda para as comunidades que vivem nas imediações dos sítios arqueológicos.Essa é a proposta do Museu de Ciências do Espírito Santo para a região do Vale da Suruaca, entre Linhares, Jaguaré e São Mateus. a dona-de-casa Renata de Jesus Souza conta que é grande a expectativa da comunidade de Barra seca, antiga Caiambora, com relação ao projeto. Vamos trabalhar com artesanato de conchinha, cerâmica e taboa. É uma forma de gerar renda pras famílias e pra nós mulheres, que no momento não temos muito o que fazer aqui.Assim como Renata, todos os moradores de Barra Seca sofrem hoje problemas sociais e econômicos gerados por um grande crime ambiental ocorrido há 40 anos, durante a ditadura militar: a drenagem das lagoas e alagados que formavam o antigo pantanal capixaba.O pescador e carebeiro Adeluar Martins da Silva, o Seu Delú, conta que a vida no Caiambora era muito farta, com a comunidade trabalhando na pesca e também na lavoura, inclusive de arroz. Hoje em dia modificou tudo, porque faltou a água e eu acho que a água é que dá mais vida, né?!.Ele mora bem próximo da antiga Lagoa Suruaca. Era uns 3,5 km só de lagoa e largura era um 1 km de largura. Acabou tudo. Hoje em dia quem quiser sobreviver tem que arranjar um emprego, tá muito difícil.Em dez anos de pesquisas, João já localizou mais de 200 sítios arqueológicos e pode afirmar que eles eram lugares sagrados e cumpriam duas funções principais: marcação de território e sepultamento de entes queridos. As conclusões são fruto da análise do material que compõe os sítios. Basicamente muita terra preta, fragmentos de ossos de aves, mamíferos, peixes, conchas e sepultamento. Além de alguns fragmentos de cerâmicas, enumera o arqueólogo.Muitos sítios estão sendo destruídos, como o Suruaca 1, cujas conchas foram retiradas para fabricar cal usada na construção de casas. Agora, as ameaças são o desmoronamento provocado pela abertura do canal da Lagoa Suruaca e o pisoteio pelo gado da fazenda. Pelo meu conhecimento existem outros sítios com situação parecida, alguns no meio de estradas, sofrendo tráfego de veículos pesados. É preciso fazer um apanhado geral e propor medidas para resolver a questão. A municipalidade pode fazer isso, juntamente com os pesquisadores.Seu Delú, no alto de seus 68 anos de Suruaca, apóia o jovem arqueólogo: Isso aí se houvesse um jeito de melhorar era bom. Que nem o João já tá pensando nisso, se ele continuasse, eu acho que ia dar certo, é emprego pra algumas pessoas daqui mesmo, ia ser bem bom mesmo. E ainda ia ajudar a cuidar do lugar.Mais informações:Museu de Ciências do Espírito Santo - João Luiz Teixeira: 9906-2807 mucesdir@hotmail.com
Como viviam as sociedades pré-históricas no litoral do ES?
ESMIUÇAR COPENHAGA - Vídeo participante - Escalão AAutor(es):ecoValsassina, Colégio Valsassina. Lisboa. ecovalsassina@hotmail.com Beatriz Costeira (anabiatriz94@hotmail.com); Filipa Mendes (filipamendes92@hotmail.com); Margarida Costa (smile_margarita@hotmail.com); Rita Ferrito (tita_1451@hotmail.com); João Gomes (mouragomes.j@gmail.com).Síntese:A Tua Energia é Poderosa este é o elemento que pretendemos destacar no presente vídeo.A humanidade já deu provas que é possível união em torno de problemas ambientais globais. A recuperação da camada de ozono, como resultado do Protocolo de Montreal é a prova disso. Mas, combater as alterações climáticas tem-se revelado um problema de difícil resolução. De modo a suscitar o debate e reflexão em torno deste problema pretendemos dar a conhecer a perspectiva de um político, um representante de uma ONG, assim como de cidadãos comuns.Qual o nível de preocupação dos portugueses, o que estão a fazer em prol do ambiente? Por que motivo a esperança era tão elevada para a Cimeira de Copenhaga e que dela saiu? São alguns dos temas tratados no vídeo.Pretendemos deixar uma visão optimista e pró-activa. Está nas mãos de todos a solução, só depende da nossa Energia
A Tua Energia é Poderosa
Cambio Climático. Copenhaguehttp://tinyurl.com/Arribalosdeabajohttp://tinyurl.com/BlogVisionSieteSábado 14 de noviembre de 2009/ Redacción: Félix Arnaldo/ Edición: Gastón Fedeli/ Visión Siete Internacional/ El calentamiento global amenaza con hacer inhabitable nuestro planeta para el ser humano. En esto coinciden los científicos más serios del mundo. El fenómeno se debe a las altas emisiones a la atmósfera de gases de efecto invernadero (metano, vapor de agua, óxidos de nitrógeno, ozono, dióxido de carbono y clorofluorocarbonos )....En los últimos veinte años, se duplicaron los desastres naturales y la Agencia de Naciones Unidas para los Refugiados pronostica que en los próximos cincuenta años habría 250 millones de personas obligadas a emigrar de sus asentamientos por causas del cambio climático.Estos efectos devastadores producen miles de muertes que no sólo tienen que ver con desastres naturales, sino también con el hambre que es provocada en enormes regiones por el clima que, según la FAO, es una de las peores amenazas para la seguridad alimentaria.En todos los casos, los pobres son los más afectados ya que son los que están más alejados de la posesión de la tierra y el agua.Obama está pidiendo que se lo espere un año, porque la atención en su país está centrada ahora en asuntos como la nueva reforma al sistema de salud.Los gobiernos europeos opinan que lo importante es alcanzar un acuerdo político para luego resolver lo que llaman tecnicismos.El resto de los países emergentes y subdesarrollados y las organizaciones ecologistas sostienen la necesidad de un acuerdo jurídicamente vinculante, que obligue a su cumplimiento bajo un tratado internacional.El representante de Sudan, Lumumba Di-Aping, fue claro en expresar la posición del continente africano, uno de los más perjudicados, al afirmar que no subvencionaran el estilo de vida de las potencias que crearon el problema.Algunos de nosotros nunca llegaremos a ser economías emergentes, seremos sumergentes, dijo el delegado de Leshoto al referirse a las condiciones de su país amenazado por la elevación del nivel del mar.Así las cosas, las probabilidades de que en Copenhague se alcance un acuerdo de fondo se van esfumando y se trasladarían a la próxima reunión que sería en junio del 2010 o, peor aún, para la de diciembre de ese año en México.Para hacer el panorama más desalentador es sorprendente que en ninguna de estas Cumbres se hable acerca de la manipulación del clima que realizan de manera abierta o embozada países como Estados Unidos, Rusia y China; y menos aún de los experimentos como el Haarp ( Programa de Investigación de Aurora Activa de Alta Frecuencia), y el Sura en Rusia; que fueron denunciados como investigaciones para manipular el medio ambiente con fines militares, disimulados como estudios científicos de la ionósfera.Como se ve, para Estados Unidos y Europa el problema es económico y tiene importancia geopolítica; para los países más pobres es además un problema de supervivencia. © Noticiero Visión Siete/ TV Pública/ Argentinahttp://tinyurl.com/BlogVisionSietehttp://blogs.tvpublica.com.ar/interna...--------------------------------------------------Tres millones de empresas de EEUU piden un juicio sobre cambio climático - Libertad DigitalLa Cámara de Comercio de EEUU, el lobby empresarial mas importante del país (agrupa a 3 millones de empresas), solicita que la Agencia de Protección Ambiental celebre una audiencia pública para demostrar la influencia real del hombre en el supuesto cambio climático.Publicada por: Libertad Digital26-08-2009http://preview.tinyurl.com/y9z2gkgPublicada por: NoticiasERB el 26 Agosto 2009http://preview.tinyurl.com/y86emp6-------------------------------------------http://elproyectomatriz.wordpress.comhttp://alienespain.blogspot.comhttp://alienarka.blogspot.com
Cambio Climatico. Copenhague
Conjunto de trabalhos construídos pelos estudantes dos 9ºs anos do Colégio Santa Emília, de Olinda - PE, para a disciplina de Química.O objetivo dos trabalhos é apresentar problemas ambientais relacionados aos bairros onde vivem, relacionando suas causas e possíveis consequências.
TERÇA - quimica.wmv 9 A
 
Dezenas de especialistas de todo o mundo se reuniram em São Paulo na última semana para o congresso Ar Limpo  Transporte sustentável e mudança climática, que discutiu soluções para os complexos problemas ambientais criados pelos meios de transporte nas grandes cidades. A quase totalidade dos palestrantes mencionava a cidade de Bogotá (Colômbia) como paradigma, quando se tratava de defender que um transporte sustentável é possível.O segredo de Bogotá é ter conseguido convencer seus cidadãos de que é preciso ter uma cidade que inclua as pessoas e não os carros, afirma Oscar Edmundo Diaz, diretor-executivo do Instituto para o Desenvolvimento de Políticas de Transportes (Nova York  EUA), e assistente do ex-prefeito de Bogotá, Erique Peñalosa na New York University.A cidade de 6,5 milhões de habitantes sofreu uma modificação radical durante a gestão Peñalosa, de 1998 a 2001. A pedra de toque da revolução nos transportes foi o Transmilênio, sistema semelhante ao de Curitiba, com ônibus expressos circulando em canaletas elevadas, com pagamento antecipado de tarifas e embarque em estações elevadas. O importante é criar um bom transporte público. Em todas as partes do mundo onde as classes altas usam transporte público, só fazem isso porque é mais rápido e mais econômico que o carro.O carro perdeu espaço nas ruas de Bogotá. A diferença salta aos olhos quando se comparam fotos do centro da cidade antes e depois da virada do século. Antes, havia engarrafamentos intermináveis calçadas cobertas de carros estacionados. Hoje não se pode dizer que não haja engarrafamentos, mas a população aprendeu a respeitar o espaço do pedestre. Estacionar na calçada é como construir um puxadinho no espaço público. Quando decidimos acabar com isso, muitos reclamaram. Mas o direito ao estacionamento não está em nenhuma Constituição. É um problema privado, que requer uma solução privada, com recursos privados, diz Diaz.Quando Peñalosa começou sua administração e mostrou, logo no início, sua disposição em tirar espaços dos automóveis, o reflexo na popularidade foi inequívoco: 18% de aceitação e 77% de rejeição. Houve inclusive um movimento pró-impeachment, que não vingou. O que fez a diferença em Bogotá, é que tivemos um político especial, que não governa de acordo com as pesquisas de opinião, mas de acordo com um plano e uma missão de cidade. Tomava decisões sem se importar com o risco político que estava correndo.Decididamente não foi fácil para muitos habitantes receber a notícia de que a prefeitura decidira desistir da construção de um grande viaduto elevado (projeto semelhante ao do Minhocão, em São Paulo) numa via movimentada do centro. Decidimos não fazer. O resultado foi que as vias do centro ficaram mais congestionadas ainda. Era exatamente o que queríamos, afirma Diaz.Os recursos públicos do Minhocão de Bogotá foram investidos, segundo Diaz, em ciclovias, saneamento básico e recuperação urbana, sobretudo das áreas de pedestres. Não havia ciclovias em Bogotá até 1998. Hoje, são 330 quilômetros, utilizadas por 350 mil pessoas que vão ao trabalho de bicicleta todos os dias  incluindo Oscar Edmundo Diaz, quando ainda morava em Bogotá. As ciclovias são integradas com terminais de transportes coletivos. Os ciclistas pedalam livremente, zombando dos motoristas parados nos engarrafamentos.Hoje, 21% dos usuários do Transmilênio possuem um carro, mas o deixam na garagem para ir ao trabalho, porque é mais rápido e econômico ir no coletivo. Construímos jardins da infância, colégios, piscinas, bibliotecas nas áreas pobres de Bogotá com recursos das obras viárias. Colocamos em segundo inclusive os metrôs, muito caros. É preciso decidir prioridades.O local onde seria projetada uma autopista de oito faixas ganhou, no lugar da estrada, um parque linear de 45 quilômetros, para pedestres e ciclistas, passando por um bairro pobre. Não aceitariam isso em São Paulo, ouço dizer aqui. Mas a maioria não aceitou também em Bogotá. Começaram a perceber depois as vantagens de se ter uma cidade voltada para a pessoa, diz Diaz. Apenas no último ano de mandato a popularidade de Peñalosa foi restabelecida, com 50% de aprovação.Outro projeto redesenhado foi o do asfaltamento de áreas pobres da periferia. Para que asfaltar se as pessoas ali não têm carro? Para elas comprarem um? Para dar uma aparência de desenvolvimento? Eles não precisavam disso, mas de creches e escolas. Em vez de asfaltar, construímos lindas ciclovias ao lado das ruas de terra, conta Diaz.
UNIDADE 2022, reflexôes em ciclovia
A sustentabilidade do desenvolvimento brasileiroSaiba mais sobre o conceito de sustentabilidade e veja que se trata de algo que vai além da preservação ambiental, e que preservação ambiental e economia podem, e devem, caminhar juntas para o verdadeiro desenvolvimento social. Vamos aprender que os conflitos pela posse de terra no Brasil podem ser vistos como um problema de desenvolvimento sustentável. E mais: a Amazônia é uma espécie de biblioteca viva e o desenvolvimento sustentável na região não é só um desafio ambiental, mas também uma janela de possibilidades para a ciência e, principalmente, a biotecnologia. Aprenda que a questão da sustentabilidade do desenvolvimento é inseparável do desafio da distribuição de seus frutos para todos os cidadãos.Assista a outras teleaulas no videoblog do Novo Telecurso:http://novotelecurso.blogspot.com
Novo Telecurso - Ensino Médio - Geografia - Aula 29 (1 de 2)
DIRECCION POR LEALUN MENSAJE AL MUNDO SOBRE EL PROBLEMA MEDIO AMBIENTAL QUE VIVIMOS Y QUE LAS PERSONAS VAN DISFRUTAR A LOS SITIOS Y NO CUIDAN SOLO DAÑAN
POZO EL PEROL -
-
ENS5146 - Lixo Eletrônico
Imagens de alguns problemas que afetam o meio ambiente para uma reflexão sobre como elas estão relacionadas aos problemas ambientais
Crise Ambiental
 
ESTE CONDOMINIO ESTA SENDO CONSTRUIDO PELA SETIN NUM ESPACO DE MATA ATLANTICA COM MANANCIAL DE AGUA CRISTALINA.TEM 6 TORRES COM 28 ANDARES, SEM TELAS ADQUADAS E SEM SINALIZADORES PARA AERONAVES.A POLUICAO SONORA, AMBIENTAL E VISUAL NOS ACARRETA MUITOS DANOS FISICOS, MENTAIS E MATERIAIS.ESTAMOS COM SERIOS PROBLEMAS DE SAUDE!
CONDOMINIO IEPE - LABORATORIO DE ERROS
De 1980 a 2006 foram registrados 424 vazamentos de óleo no litoral paulista. Recentemente, três agências marítimas foram condenadas por esse tipo de crime. Valor das indenizações por dano ambiental pode chegar a quase um milhão de reais Garantir a preservação ambiental no Porto de Santos, o maior da América Latina, é um desafio. Por ano, passam pelo local 80 milhões de toneladas de produtos, o equivalente a 25% das importações do país. O problema é que alguns navios deixam um rastro de óleo que pode causar grandes estragos não só ao mar, mas também a regiões costeiras e manguezais. A legislação prevê punições rigorosas para quem comete este tipo de crime. Erica Resende mostra o exemplo de três agências marítimas condenadas pela Justiça.
Via Legal - Maré negra
Quem visita Fernando de Noronha não se dá conta das limitações enfrentadas por quem vive na ilha. As regras que garantem o equilíbrio do meio ambiente dificultam e muito o dia a dia da população. Um dos problemas é a falta de moradia. Hoje, mais de 300 pessoas estão na fila de espera para ter direito de construir uma casa para morar com a família.
Especial Noronha - A ilha
O Contagie-se é um vírus que estimula o sistema nervoso a buscar alternativas sustentáveis e criativas para os problemas ambientais. Ele se manifesta rapidamente apresentando sugestões que toda pessoa pode colocar em prática no dia-a-dia, para melhorar a própria qualidade de vida e garantir o futuro do planeta.
contagie-se
http://www.deltadoparnaiba.com.brJericoacoara Delta do Parnaíba Lençóis Maranhenses.Rota das Emoções Informações: (86)3321-1969 Morais Britohttp://www.deltadorioparnaiba.com.br JERICOACOARAQual a origem do nome Jericoacoara? São várias as versões, mas a mais provável é que seja de origem do tupi-guarani  yuruco (buraco) cuara (tartaruga), ou seja buraco das tartarugas, numa referência ao de Jericoacoara ser uma praia onde ocorre a desova de tartarugas. Agora imagine um lugar de sonhos... sem barreiras, sem censuraUm lugar paradisíaco aonde o convencional não chegou.Liberdade, qualidade de vida, sem trânsito, sem eletrônicos, sem horários. Assim é Jeri (como é carinhosamente conhecida). JERICOACOARA -- área de proteção ambiental desde 1984, está localizada a 300 km de Fortaleza, capital  do Ceará e a 220km de Parnaíba (PI) (a porta de entrada do Delta do Parnaíba). E é esta proteção, abençoada por Deus, que protege Jeri de predadores naturais, o chamado progresso desordenado, ali tudo é amplo, o contato com a natureza é intenso e nenhum comportamento é reprimido. Seu ecossistema é composto por dunas móveis gigantescas, lagoas de água cristalina, manguezais, praias de enseada, praias de oceano e praias rochosas.  Não se permitem construções além do vilarejo que ocupa somente 1km2 (obedecendo a diversas restrições, que devem obedecer ao padrão existente, ocupar no máximo 50% do terreno e ter máximo 250m2) da área protegida de 200km2, não é permitido a construção de estradas,  nem a caça e pesca predatória. Jeri está construindo sua usina de reciclagem de lixo, para resolver o problema do lixo produzido pelo aumento de uso de produtos industrializados (embalagens de modo geral) conseqüência do turismo no local. Jeri já foi matéria de vários jornais importantes nacionais e internacionais, como o Washington Post, que a escolheu como uma das 10 praias mais belas do planeta, também foi cenário do filme longa metragem, a Ostra e o Vento, tornando-a aos olhos do mundo extremamente cobiçada,  e vale a pena conhece-la. Em Jeri não há rede elétrica convencional, hoje existe apenas uma rede subterrânea que distribui energia para as casas, não havendo postes para que não haja intervenção na luz natural proveniente da lua e das estrelas... O que fazer em Jeri? -- Você pode escolher desde as caminhadas mais tranqüilas até os esportes  radicais como o windsurf e sandboard. Curtir o pôr-do-sol se tornou obrigatório, é um espetáculo fantástico e único. Os cenários de Jeri são incontáveis, que é difícil imaginar todos em um mesmo lugar e tão próximos. Em Jeri você não encontrará luxo nem requinte, mas existem pousadas confortáveis com banho privativo e ar  condicionado.  Boa comida, povo hospitaleiro  e a  beleza das paisagens que impressiona. Prepare-se para ficar mais tempo do que imagina pois o lugar é mágico e inesquecível. Como chegar: somente em veículos 4 x 4. Saindo de Parnaíba, há  passeios regulares em carros tipo toyota com guias especializados e tarifas convidativas, fazendo o percurso em menor tempo, já que os 120 km  de Parnaíba até Camocim,  são  feitos em rodovia asfaltada e excelente estado de conservação. Aproveite seu roteiro fazendo Lençóis Maranhenses/Delta do Parnaíba/Jericoacoara, com certeza você ganhará mais tempo para apreciar as belezas destes lugares singulares.http://www.deltadoparnaiba.com.br
Jericoacoara Jijoca Ceará Brasil
 
Se ha documentado que la ciudad minera de La Oroya, en Perú está considerada dentro de las 10 más contaminadas del orbe, afectando considerablemente a su población. La Sociedad Peruana de Derecho Ambiental ha lanzado una campaña para concientizar a la comunidad internacional respecto al problema y quienes están detrás de este. Peruvianpress entrevistó en Lima, Perú, a Luis Eduardo Cisneros, Director de Comunicaciones de la SPDA para informarnos al respecto. Un reportaje especial de J.M. Martínez que fué emitido por Tijuanapress Informa, noticiero de esta agencia mexicana de noticias. Ahora  EnSuPantalla.
SALVEMOS LA OROYA: REPORTAJE ESPECIAL
Nós da FUNVERDE, encontramos vários problemas ambientais no corrego nazaré, um deles é esgoto sendo jogado na galeria pluvial
Problemas ambientais no corrego Nazare
Problemas ambientais e ecológicos que o mundo enfrenta hoje, provocados pelo homem.Criação e Edição: Isabela Lapuch. (Me ;P)
Mundo Atual - Problemas Ambientais
problema ambiental
sonora04_professor
Pescaria no Rio Cai-Serra Gaúcha-RS, Manhã de abr/2009. Neste rio existe uma grande variedade de peixes e é muito bonito para passear, pescar, passar o dia. O Único problema é o grande número de pessoas que armam redes em diversos pontos do Rio. Neste ano, 2009, fui duas veses, em ambas vi pessoas com redes e nenhuma fiscalização por parte da polícia ambiental.
Pescaria no Rio Cai - Manhã
 

Categorias