Informação para um mundo melhor! Idéias para o desenvolvimento sustentável!

Problemas Ambientais: causas, efeitos e soluções.

Documentário sobre o Manguezal em Aracaju

Documentário que ganhou em 3° lugar na categoria arte/Ensino Médio, na II Olimpíada Ambiental de Sergipe Intitulado de A destruição da paisagem natural em favor do crescimento urbano, aborda os problemas gerados pelo crescimento desordenado de Aracaju/Sergipe, o que serve também para qualquer outra cidade.O vídeo foi elaborado por alunos do 2º ano do ensino médio, sendo eles: Charlie Rodrigues Fonseca, Gabriella Souza Barreto, Luis Felipe Araújo e Rafael Azevedo Ferreira, do COC-Colégio São Paulo, em Aracaju. Participação do Professor e historiador sergipano Luiz Antônio.

Mais vídeos de Problemas Ambientais.

el monetarismo es el unico interes que guia a los paises de todo el mundo¿cuál es el origen de la crisis económica? ¿ porqué los sistemas educativos, financieros , legales, sociales, educativos y bancarios están colapsando? ¿tenemos libre albeldrio? ¿qué podemos hacer para crear una realidad distinta?¿qué hacer para trascender las barreras raciales, políticas, sociales? ¿qué significa el despertar y cómo es que en el trasfondo de este colapso mundial está la crisis por la que nuestra consciencia atraviesa actualmente revalorizando hasta la raiz lo que es ser humano y vivir en este planeta? La segunda parte de este magistral documental, nos trae una visión sistémica y holística que nos lleva a entender el origen de todos nuestros problemas, la forma y estructura del sistema o la matrix y como podemos trascenderlo al elevar nuestras consciencias, traer luz a nuestras mentes y paz a nuestros corazones, para poder tener la claridad y comprensión necesarias para poder cocrear una nueva realidad, una realidad donde haya autentica libertad de pensamiento, de sentimiento de existencia, libertad para vivir, para ser y mostrar nuestro profundo potencial, aún latente... tal como lo dijo un gran sabio la verdad te hara libre... Puntos criticosetica empresarial competencia desleal capitalismo monetarismo jacque fresco neoliberalismo, adam smith, interes corrupcion dictadura monopolio binestar social virus sida tecnologia ver episodio 8http://mx.youtube.com/watch?v=6zc7o4d...
20 ZEITGEIST ADDENDUM 7-13 NO MAS SECRETOS... NO MAS MENTIRAS
A intenção de um fábrica de cerveja de usar o plástico pet nas embalagens de bebidas alcoólicas vai parar nos tribunais. Problema seria o  impacto ambiental da medida .O que cada um pode fazer para ajudar a  preservar o planeta. Este questionamento tem sido feito com frequência por gente do mundo inteiro. Em pelo menos um ponto, todos concordam: reduzir o volume  de lixo produzido diariamente é um bom começo. Foi com este propósito que a Justiça Federal barrou a intenção de uma cervejaria paulista. A reportagem é de Erica Resende.
Via Legal - Cuidado ambiental
Chevron operó una concesión petrolera en la selva amazónica del Ecuador entre 1964 a 1992. La compañía admite que durante este tiempo se vertieron 18 millones de galones de desechos tóxicos en un área que fue el hogar de seis nacionalidades indígenas, una de las cuales se ha extinguido. Durante los últimos cuatro decenios, la Chevron ha tratado a Ecuador como un problema de imagen ha ser gestionado en lugar de reconocerlo como una crisis humanitaria que obliga a una solución real y compasiva. Cuándo uno conecta los puntos de Chevron en el Ecuador, lo que emerge es una serie coordinada de fraudes marcados por la desinformación diseñados para engañar a los tribunales, el público, los accionistas y los mercados financieros. El objetivo de este sistema es para evitar pagar el costo de una limpieza real, sin importarle que los pueblos vulnerables de la selva, entre ellos miles de niños,  hallan muerto o sufran gravemente como resultado.
Chevron Texaco envenena la Selva Amazónica
Mais um trabalho do 2º B 2009 do José Luciano... Fomos la pra Av. Goiás... (uh povo e doido) hehehe
Problemas ambientais nos meios urbanos
Há muitos donos de gatos que aparecem com a queixa de encontrarem marcas de urina em vários locais da casa. Nestas situações, e em primeiro lugar, há que definir muito bem se se trata de uma verdadeira marcação ou de outro comportamento associado a aversão ao caixote ou à areia, a problemas orgânicos como cistites, a stress ambiental, etc. Estes problemas comportamentais têm causas muito distintas e, assim, tratamentos diferentes.Tratando-se de uma marcação territorial, a quantidade de urina é menor e em superfícies verticais, sendo que este problema surge principalmente em machos não castrados, e a resolução do problema passa de facto pela castração do animal. Nas restantes situações a castração, por si só, não resolve o problema e, nesses casos, existem dois dos aspectos fundamentais da terapêutica comportamental que devem ser realizados: a criação de uma zona segura e de um enriquecimento ambienta.- A zona segura é um local onde o animal se pode esconder, de onde nunca é retirado nem manipulado, perto dessa zona deve existir comida, água, e uma caixa de areia, e deve ser colocado um difusor de feromonas faciais, que actua como apaziguar e redutor do stress.- O enriquecimento ambiental consiste em tornar o ambiental o mais semelhante possível ao ambiente natural dos felinos. Para isso deve ser feita uma estimulação ambiental através de plataformas, onde o gato pode explorar o espaço, deve ser feita uma estimulação olfactiva, visual e através de objectos pendurados, brinquedos escondidos onde possam ser colocados pedacinhos de comida ou que contenham cat-nip (erva gateira), brinquedos com movimento e som. É de salientar que o enriquecimento ambiental deve ser proporcionado a qualquer gato que viva num apartamento.Dúvidas, Achados, Adopções e muito mais você encontra no Portal Bichos & Bichos. www.bichosebichos.comPet Shop, petshop lisboa, petshop Portugal, ração animal, ração cão, gato, peixes, pássaro, roedores, petshop online.
Gatos que deixam marca de urina em casa
 
A GREEN BRASIL possui laboratório próprio, totalmente equipado com prestação de serviços norteado pela iso 17.025 (requisitos gerais para a competência de laboratórios de ensaio e calibração , incluindo amostragem) e credenciado pelo Órgão ambiental FEEMA integrante do instituto estadual do ambiente (INEA), o que representa o reconhecimento formal da competência de nosso laboratório em ensaios para desenvolver tarefas específicas em todos os estados do brasil. Filial PernambucoEm meados de 2007 a GREEN BRASIL iniciou suas atividades analíticas também na Grande Recife-PE, onde atua principalmente na realização de análises de caracterização e classificação de resíduos industriais, e dos parâmetros BTEX, PAH, TPH em amostras de água e solo coletados em poços de monitoramento instalados em postos de combustíveis e outros empreendimentos, além de outros serviços como:- Classificação de Resíduos industriais segundo ABNT NBR 10.004; classificação de águas quanto a sua POTABILIDADE;- Análises de Metais (As, Pb, Cd, Se, Ta, etc) através da técnica de espectrofotometria de absorção atômica; - Análises de rotina que são executadas em amostras de água para fins de consumo humano (Fisico-quimicas e bacteriológico);- Análise de Efluentes (CONAMA 357 Inorgânicos e Orgânicos);- Análises de águas doces, salobras ou salgadas, segundo CONAMA 357; entre outras sob consulta.Viabilidade Ambiental para os Setores Imobiliários e da Construção Civil:Sabemos que as ações preventivas para construção de futuros empreendimentos imobiliários e/ou empresariais perante as questões ambientais são integralmente analisadas anteriormente para uma construção sustentável objetivando a isenção de problemas a médio e longo prazo.A GREEN BRASIL  Serviços Ambientais Ltda, a partir de Recife/PE, disponibiliza seus serviços analíticos para realização de análises de solo e água do terreno/área local, como parte de uma avaliação do dimensionamento de impacto e risco de futuros empreendimentos. dentro de uma avaliação ambiental preliminar da área determinada. Nos comprometemos em apresentar resultados analíticos comprobatórios, com agilidade e precisão.Experiência InternacionalEm convênio com o ASI  Analytical Services, Inc. eua e em associação com a Green Environmental Services, Inc.EUA, a GREEN BRASIL atua no Brasil há mais de 10 anos realizando serviços que lhe proporciona uma experiência internacional na área de análises químicas.MetodologiasCETESBFEEMAStandard MethodsUSEPA, SW-846ABNTCONAMAMinistério da Saúde, entre outros.Contato:Marcos Lourençofone: 81-8840-6338e-mail: marcos.lourenco@uol.com.brwww.greenbrasil.com.br
GREEN BRASIL - Serviços Ambientais Ltda
Plantabosques es un proyecto de Voluntariado Ambiental desarrollado por ADENEX en colaboración con el Instituto de la Juventud de Extremadura y la Dirección General del Medio Natural de la Junta de Extremadura.En el año 2010 celebramos la séptima edición de un programa que nació como respuesta a los problemas producidos por los incendios forestales, y que poco a poco ha ido abarcando también áreas donde se quiere recuperar la vegetación autóctona.Si quieres más información sobre éste u otros proyectos de voluntariado ambiental organizados por ADENEX, puedes informarte en nuestra página web: www.adenex.org, o llamanado al 924 38 71 89.
Plantabosques 2010 - Valencia de Alcántara.wmv
Reflexiones sobre el problema del hambre en latinoamérica. Como producto de los análisis se proponen dos sistemas alimentarios totalmente separados, inclusive económicamente:  el sistema de seguridad alimentaria, y el mercado de alimentación no directamente ligada a la subsistencia
El Hambre: ¿problema ambiental fundamental para latinoamérica?
TRABALHO DA ALUNA THAYNARA DA 7ª SÉRIE DO COLÉGIO JB
PROBLEMAS AMBIENTAIS
Concientização da população para os problemas ambientais vividos e esquecidos por todos. O meio ambiente é nossa casa e todos nós precisamos muito dele.Então prestem atenção aos acontecimentos e vamos juntos lutar para preservar!!!!apresentaçãoMATHEUS CK3filmagem e ediçãoLOSTUnião das Culturas de Rua
Diretoria Ambiental UCR
 
la contaminacion ambiental un problema grave la cual las personas de este puto mundo deberian preocuparse
Critica a la contaminacion ambiental
Assista TV pela internet, http://www.justtv.com.br . Desde 1986 o músico, biólogo e diretor de tv, Jorge  Kassis (JOKA) desenvolve técnicas de propagação de informação na área de educação ambiental, saúde e entretenimento, além de liderar um grupo que ajuda milhares de  brasileiros com problemas  na Tireóide Programa exibido ao vivo toda quinta às 17h. Programa transmitido dia 02/07/09. Powered by http://www.Goorila.com.br
JustTV: Café Com Papo - Entrevista com Jorge Kassis (JOKA) - 02 ...
Disertación sobre la situación actual de la Cuenca Matanza-RiachueloMONDINO INSISTIRA PARA QUE SE CUMPLA EL FALLO DE LA CORTE SOBRE EL RIACHUELO El Ombudsman nacional aseguro que la ACUMAR es ineficaz porque no esta cumpliendo con el fallo del Máximo Tribunal. El Defensor del Pueblo de la Nación, Eduardo Mondino, aseguró  que exigirá al juez el cumplimiento de los plazos que fueron fijados a la ACUMAR porque, de lo contrario, irá a la Corte Suprema de Justicia ya que las metas son posibles y son parte de este plan que constituye un paradigma en derechos ambientales.  Tras las dos presentaciones realizadas por la Autoridad de Cuenca Matanza-Riachuelo, Mondino aseguró que el Juez de Ejecución, en su resolución del 22 de octubre, reconoce todas las falencias resaltadas por el Cuerpo Colegiado e intima a corregirlas, pero al no aplicar sanciones estamos analizando si opera como modificación del fallo de la Corte.La sentencia de la Corte fijó un programa obligatorio, con plazos y sanciones en caso de incumplimientos injustificados y nos encomendó a realizar el control del Plan de la cuenca a través de un cuerpo colegiado encabezado por la Defensoria del Pueblo de la Nación que en sus dos informes encontró que la ACUMAR es ineficaz destacó el Ombusdsman.Mondino detalló que, tras las pruebas presentadas, el Cuerpo Colegiado le pidió al Juez Federal de Quilmes, Dr. Luis Armella, que aplique multa diaria a la Presidente de la Autoridad de Cuenca por la falta de inspecciones a todas las industrias, la ausencia del informe sobre la calidad del aire, por la insuficiencia del informe con datos sueltos sobre agua superficial y subterránea que no resulta claro y por las deficiencias del sistema de información ambiental.El Defensor del Pueblo disertó sobre la Situación actual de la Cuenca Matanza-Riachuelo Invitado por la Academia Nacional de Farmacia y Bioquímica, a través de su  Presidente, Dr. Modesto Carlos Rubio, y como parte del ciclo Contribución de las Ciencias Básicas a un estudio de la contaminación ambiental.En su presentación, el Ombudsman destaco el fallo del Máximo Tribunal al que calificó como un proceso judicial inédito, a favor de los daños colectivos, y que procura mejorar la calidad de vida, recomponer el ambiente y prevenir los daños futuros.Mondino detalló las recomendaciones que el organismo a su cargo elevó a los distintos poderes del Estado, el seguimiento, la evaluación y el control de esas presentaciones. A su vez, resumió las causas por las que desarrollaron el primer informe sobre el tema, originado a través de las denuncias de una particular y de la Asociación de Vecinos de la Boca partimos de tres ejes: la situación sanitaria del lugar, por lo que toda intervención no debía estar fuera de un planteamiento sobre los derechos humanos de los habitantes cercanos a la cuenca; los graves síntomas de la degradación ambiental y los causantes de ese efecto como la actividad industrial, el polo petroquímico, los depósitos clandestinos, los servicios sanitarios y, en tercer lugar, el caos que rodeaba al Comité Ejecutor Matanza Riachuelo, encargados de encarar la solución del problema.Finalmente, el Defensor recordó que su intervención fue para se resguarden los intereses de incidencia colectiva de 7 millones de habitantes con el objetivo de garantizar el derecho a disfrutar del ambiente sano como bien jurídico protegido constitucionalmente en los artículos 41 y 43 de la Constitución Nacional.DEFENSOR DEL PUEBLO DE LA NACIONPRENSA Y DIFUSION 153/08   31/10/08
Mondino en la Academia Nacional de Farmacia y Bioquímica
Conjunto de trabalhos construídos pelos estudantes dos 9ºs anos do Colégio Santa Emília, de Olinda - PE, para a disciplina de Química.O objetivo dos trabalhos é apresentar problemas ambientais relacionados aos bairros onde vivem, relacionando suas causas e possíveis consequências.
MVI_0001.AVI 9 A
No oeste catarinense, sete municípios se juntaram para solucionar os problemas causados pela degradação dos recursos hídricos na região. Foi, então, criado o Consórcio Iberê, que aplica uma metodologia de gerenciamento ambiental participativa, intermunicipal e integrada.
Consórcio Iberê
 
Poluição ambiental, barulho e muita irritação. Para reduzir os problemas causados pelo excesso de carros nas ruas, uma campanha mundial lançada hoje, quer conscientizar os motoristas sobre as vantagens de andar a pé. Em Campo Grande, o transito parou em um dos trechos mais movimentados da cidade.Veja mais: www.msrecord.com.br
MS Record 1ª Edição - Campo Grande realiza Dia Sem Carro
-
ENCE GUAYUBIRA ESTUDIO IMPACTO AMBIENTAL.
Vídeo elaborado e apresentado junto com o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Saulo de Oliveira Folharini, curso de Geografia, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de São José do Rio Pardo-SP, diagnosticando os problemas ambientais existentes na microbacia do córrego Monte Alegre, município de São José do Rio Pardo-SP.
Caracterização Ambiental da microbacia do córrego Monte Alegre
Reflexiones sobre el papel del ser humano ante los desastres naturales
Desastres naturales: ¿problema fundamental ambiental para Latinoamérica?
Como parte de una labor ambiental este video fue creado para concientizar las mentes de quien lo vea..... Atte. AARON GONZALEZ .....UNIVERSIDAD RURAL DE GUATEMALA
PROBLEMAS AMBIENTALES
 
Primero pidió permiso a la Asamblea Ambiental para cruzar el piquete de Arroyo Verde, pero le dijeron que no. Entonces reclamó ante la Justicia argentina, que falló a su favor. El abogado argentino Salvador Rossetti cruzó hoy el puente que une Fray Bentos y la ciudad argentina de Gualeguaychú, luego que la Justicia de ese país le diera la razón sobre un juicio que inició contra los piqueteros que mantienen cortado el puente. En un principio se alertó a la Gendarmería argentina por si era necesaria su intervención para que el profesional pudiera ejercer su derecho. Por otro lado, los cuatro o cinco activistas que había en el puente ya estaban avisados de la medida y abrieron las barreras para que pueda pasar sin que se generaran inconvenientes. Rosseti dijo a EL PAÍS que el piquete de Arroyo Verde tiene los días contados, porque en distintos puntos del país, se han presentado recursos de la misma naturaleza que caerán como efecto de catarata sobre la frontera bloqueada por quienes se oponen a Botnia. El abogado llegó ayer a Uruguay con el fallo de la jueza Federal María José Sarmiento, que hizo lugar al planteo de circular libremente con su vehículo y encomendó a Gendarmería Nacional, garantizar su llegada hasta el puente internacional José de San Martín. Cruzó por Arroyo Verde en un auto de color gris, matrícula BWX 778, acompañado de su esposa Laura Bacigaluz, de Camila Rossetti y Valerio Rodríguez. Además, opinó que el gobierno de Cristina Fernández no desaloja el piquete de Arroyo Verde, por temor a cargar con un muerto.
Abogado argentino cruzó por piquete sin problemas 29.08.2008
Curta metragem de Lívia Maroni.O curta metragem é uma crítica e também uma forma de alertar a população sobre os problemas que estamos vivendo, que são nossa, e somente nossa, culpa.A maioria das pessoas já se acostumou a ser apático a todos estes problemas, que vão de sociais e políticos a ambientais e educacionais.Um homem típico da classe trabalhadora, com uma idade média, é o protagonista deste curta, representando a população em geral, que é a maioria.Ele, apesar de jovem, já vislumbra um futuro difícil e incerto para as gerações vindouras.  O ato de o homem entrar no bueiro também remete a Idade da Pedra, ou seja, a volta do homem às cavernas, com seus comportamentos típicos e suas restrições intelectuais.A cor vermelha, utilizada e tida em evidência no curta metragem, representa a raiva sentida pelo personagem, que reflete também o comportamento de alguns cidadãos.Direção: Lívia MaroniAtor: Rodrigo BiondiAno: 2008
Mas Que...!
O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) no Congresso Nacional, o deputado federal Valdir Colatto (PMDB/SC), ressaltou, esta semana no Plenário da Câmara dos Deputados, que a participação da sociedade é uma ferramenta importante para a definição do Código Ambiental Brasileiro. O parlamentar defende que o meio ambiente vai além das florestas, está também nas áreas urbanas e rurais:O nosso projeto 5367 que trata do Código Ambiental Brasileiro. Não é Código Florestal, porque meio ambiente não é só floresta. As questões ambientais, elas ultrapassam as fronteiras dos limites da cidade e da área rural. Não é nós castigando, colocando como inimigo do meio ambiente o agricultor que nós vamos resolver os problemas ambientais no Brasil. Ao contrário, nós temos na cidade, quando a água chega na cidade ela chega limpa e sai suja. A comida, os produtos chegam na cidade e se tornam resíduos após o uso, lixo. E vão aonde? Para o lixão na área rural! Então é preciso que a sociedade assuma esse compromisso de cada um ver o passivo e o ativo ambiental de cada um de nós. E a sociedade se envolva nesse processo, com toda responsabilidade, para que meio rural e meio urbano possam com certeza buscar uma solução, para harmonizar a questão ambiental, mas também produzir comida, alimentos para esse país. Não há como nós cuidarmos só do meio ambiente ou também só da produção. É preciso que nos equilibramos nesse processo. Valdir Colatto é autor do projeto 5367, de 2009, que institui o Código Ambiental Brasileiro com Pacto Federativo Descentralizado, projeto base da Comissão Especial destinada a discutir uma nova legislação ambiental para país. A previsão é que agora em março, o presidente e o relator da Comissão Especial do Código Ambiental, os deputados Moacir Micheletto e Aldo Rebelo apresentem o relatório final da Comissão. Reportagem, Suely Frota Assessoria de Imprensa  Deputado Federal Valdir Colatto (PMDB/SC)
Presidente da FPA defende participação da sociedade urbana
Entrevista com Secretario de Meio Ambiente de Maringa, responsavel pelo Instituto Ambiental do Paraná em Maringá e o promotor de Meio Ambiente de Maringá
Problema gerado com o lixo em Maringá - Parte 3
Un informe de Naciones Unidas reveló que los problemas medio ambientales de Haití se han agravado al extremo tras el terremoto del pasado enero. teleSUR http://multimedia.telesurtv.net/12/3/...
ONU: Terremoto dejó grave impacto ambiental en Haití
 

Categorias