Informação para um mundo melhor! Idéias para o desenvolvimento sustentável!

Problemas Ambientais: causas, efeitos e soluções.

Represa Billings - Reservatório Da Região Metropolitana Paulista

Vídeo que foi colocado no dia 19 de abril de 2009 e foi retirado no dia 2 de julho de 2009 e agora eu que não sou mais dodremon, agora dodremom, porque só assim o Youtube reaceitou, eu o recoloco.A descrição era essa: Fiz esse vídeo sobre a Represa Billings. O vídeo conta 1 pouco do surgimento da Represa Billings, e apresenta Imagens de Mapas, e Fotos. A Represa Billings é o maior reservatório de água da Região Metropolitana de São Paulo. Tem aproximadamente 100 Km² e sua bacia hidrográfica estende-se por mais de 500 km², nos municípios de Ribeirão Pires, Diadema, Rio Grande da Serra, São Bernardo do Campo, Santo André e São Paulo. A oeste, faz limite com a bacia hidrográfica da Guarapiranga e, ao sul, com a serra do Mar. Seus principais rios e córregos formadores são o rio Grande ou Jurubatuba, Ribeirão Pires, rio Pequeno, rio Pedra Branca, rio Taquacetuba, ribeirão Bororé, ribeirão Cocaia, ribeirão Guacuri, córrego Grota Funda e córrego Alvarenga. A represa surgiu em 1925 para gerar energia elétrica e movimentar as principais indústrias de São Paulo. Na época, a carência de água e de recursos energéticos eram preocupantes. Para solucionar o problema, os engenheiros F. Hyde e Asa Billings desenvolveram o Projeto Serra, desviando o fluxo do Rio Tietê para o canal do Rio Pinheiros, a fim de movimentar as águas em direção ao reservatório Billings e gerar energia na usina de Cubatão. No entanto, diversos fatores, como a explosão demográfica, causaram uma série de inundações e a poluição das águas da represa. Em 1988 a reversão das águas poluídas foi paralisada por três anos. Em 1992, as Secretarias de Recursos Hídricos e Meio Ambiente decidiram que o bombeamento das águas do Rio Pinheiros seria realizado somente em algumas situações, como controle das cheias. A água da represa melhorou, porém há um outro fator que ameaçava sua existência: a crescente ocupação irregular e desordenada ao seu redor. Aproximadamente 700 mil pessoas vivem no entorno da Represa Billings, gerando problemas ambientais devido ao lançamento de esgotos domésticos e o desmatamento de áreas verdes. Em função do elevado crescimento populacional e industrial da Grande São Paulo ter ocorrido sem planejamento, principalmente ao longo das décadas de 1950 a 1970, a Represa Billings possui então os seus grandes trechos poluídos infelizmente. Apenas os braços Taquecetuba e Riacho Grande são utilizados para abastecimento de água potável pela Sabesp. A pesca amadora é muito praticada, devido às espécies de peixes encontradas, como tilápias, lambaris, carpas húngaras e traíras, entre outras.

Mais vídeos de Problemas Ambientais.

A partir de hoje(08/07), uma nova empresa assume a coleta de lixo na cidade. Para o prefeito João da Costa, o dia 8 de julho de 2009 é o marco da mudança (para melhor) do criticado sistema de coleta de lixo na cidade, cuja deficiência vem sendo o problema urbano de maior desgaste da administração petista. Ontem à tarde, numa entrevista coletiva, ele anunciou que a Vital Ambiental, subsidiária da Queiroz Galvão, já é responsável pela coleta de 70% da cidade a partir de hoje, pelo menos pelos próximos seis meses. O contrato temporário com a empresa Qualix, que acabou ontem, não será renovado, depois de um desgaste que extrapolou o debate técnico sobre a coleta, gerando implicações políticas e judiciais. Leia mais em: http://www.diariodepernambuco.com.br/... Imagens: Aline Moura/DP/D.A Press
Nova empresa assume coleta de lixo em Recife
http://www.ecobaseambiental.webs.comECOBASE AMBIENTALSOLUÇÃO PARA SEUS PROBLEMAS AMBIENTAIS,  ATUA NA AREA DE;  (ASSESSORIA E CONSULTORIA, GESTÃO E EDUCAÇÃO (AMBIENTAL) E RELATÓRIOS DE; (IMPACTO, RISCO, MONITORAMENTO, TRATAMENTO) AMBIENTAIS  PARA QUALQUER TIPO DE EMPREENDIMENTO.ECOBASE AMBIENTAL A SOLUÇÃO CERTA...http://www.ecobaseambiental.webs.comhttp://maps.google.com.br/maps?cid=11...
ECOBASE AMBIENTAL
Dezenas de especialistas de todo o mundo se reuniram em São Paulo na última semana para o congresso Ar Limpo  Transporte sustentável e mudança climática, que discutiu soluções para os complexos problemas ambientais criados pelos meios de transporte nas grandes cidades. A quase totalidade dos palestrantes mencionava a cidade de Bogotá (Colômbia) como paradigma, quando se tratava de defender que um transporte sustentável é possível.O segredo de Bogotá é ter conseguido convencer seus cidadãos de que é preciso ter uma cidade que inclua as pessoas e não os carros, afirma Oscar Edmundo Diaz, diretor-executivo do Instituto para o Desenvolvimento de Políticas de Transportes (Nova York  EUA), e assistente do ex-prefeito de Bogotá, Erique Peñalosa na New York University.A cidade de 6,5 milhões de habitantes sofreu uma modificação radical durante a gestão Peñalosa, de 1998 a 2001. A pedra de toque da revolução nos transportes foi o Transmilênio, sistema semelhante ao de Curitiba, com ônibus expressos circulando em canaletas elevadas, com pagamento antecipado de tarifas e embarque em estações elevadas. O importante é criar um bom transporte público. Em todas as partes do mundo onde as classes altas usam transporte público, só fazem isso porque é mais rápido e mais econômico que o carro.O carro perdeu espaço nas ruas de Bogotá. A diferença salta aos olhos quando se comparam fotos do centro da cidade antes e depois da virada do século. Antes, havia engarrafamentos intermináveis calçadas cobertas de carros estacionados. Hoje não se pode dizer que não haja engarrafamentos, mas a população aprendeu a respeitar o espaço do pedestre. Estacionar na calçada é como construir um puxadinho no espaço público. Quando decidimos acabar com isso, muitos reclamaram. Mas o direito ao estacionamento não está em nenhuma Constituição. É um problema privado, que requer uma solução privada, com recursos privados, diz Diaz.Quando Peñalosa começou sua administração e mostrou, logo no início, sua disposição em tirar espaços dos automóveis, o reflexo na popularidade foi inequívoco: 18% de aceitação e 77% de rejeição. Houve inclusive um movimento pró-impeachment, que não vingou. O que fez a diferença em Bogotá, é que tivemos um político especial, que não governa de acordo com as pesquisas de opinião, mas de acordo com um plano e uma missão de cidade. Tomava decisões sem se importar com o risco político que estava correndo.Decididamente não foi fácil para muitos habitantes receber a notícia de que a prefeitura decidira desistir da construção de um grande viaduto elevado (projeto semelhante ao do Minhocão, em São Paulo) numa via movimentada do centro. Decidimos não fazer. O resultado foi que as vias do centro ficaram mais congestionadas ainda. Era exatamente o que queríamos, afirma Diaz.Os recursos públicos do Minhocão de Bogotá foram investidos, segundo Diaz, em ciclovias, saneamento básico e recuperação urbana, sobretudo das áreas de pedestres. Não havia ciclovias em Bogotá até 1998. Hoje, são 330 quilômetros, utilizadas por 350 mil pessoas que vão ao trabalho de bicicleta todos os dias  incluindo Oscar Edmundo Diaz, quando ainda morava em Bogotá. As ciclovias são integradas com terminais de transportes coletivos. Os ciclistas pedalam livremente, zombando dos motoristas parados nos engarrafamentos.Hoje, 21% dos usuários do Transmilênio possuem um carro, mas o deixam na garagem para ir ao trabalho, porque é mais rápido e econômico ir no coletivo. Construímos jardins da infância, colégios, piscinas, bibliotecas nas áreas pobres de Bogotá com recursos das obras viárias. Colocamos em segundo inclusive os metrôs, muito caros. É preciso decidir prioridades.O local onde seria projetada uma autopista de oito faixas ganhou, no lugar da estrada, um parque linear de 45 quilômetros, para pedestres e ciclistas, passando por um bairro pobre. Não aceitariam isso em São Paulo, ouço dizer aqui. Mas a maioria não aceitou também em Bogotá. Começaram a perceber depois as vantagens de se ter uma cidade voltada para a pessoa, diz Diaz. Apenas no último ano de mandato a popularidade de Peñalosa foi restabelecida, com 50% de aprovação.Outro projeto redesenhado foi o do asfaltamento de áreas pobres da periferia. Para que asfaltar se as pessoas ali não têm carro? Para elas comprarem um? Para dar uma aparência de desenvolvimento? Eles não precisavam disso, mas de creches e escolas. Em vez de asfaltar, construímos lindas ciclovias ao lado das ruas de terra, conta Diaz.
UNIDADE 2022, reflexôes em ciclovia
esse vídeos foi feito para conscientizar a mente das pessoas em relação ao meio ambiente
Meio Ambiente (Problemas e Soluções)
A Terceira Travessia do Tejo (TTT) em Ponte no Mar da Palha põe definitivamente em risco as populações ribeirinhas das cidades de Lisboa até Vila Franca de Xira e do arco ribeirinho da margem sul (Alcochete, Montijo, Moita, Barreiro, Seixal e Almada). O índice de assoreamento no Mar da Palha é extremamente elevado, como é bem visível nesta fotografia do Dique Vasco da Gama ( http://www.anmpn.pt/images/apvg.jpg ) dado que, o aumento de amplitude do estuário naquela zona provoca uma diminuição significativa da velocidade da água, que facilita a precipitação dos sedimentos que vêm em suspensão. Na maré baixa, no trajecto Seixal - Lisboa, existem locais onde já não passam dois catamarans um pelo o outro. Os cerca de 50 pilares da nova Ponte vão originar igual número de ilhas cujo aumento de volume ao longo dos anos provocará um efeito de Dique, potenciando a ocorrência de catástrofes com inundações das zonas ribeirinhas, em situações de caudais elevados aliadas a ventos e marés vivas equinociais. Efectivamente, dado que os caudais no rio têm vindo a aumentar fruto da diminuição das zonas de infiltração em terra ocupadas pela malha urbana, a introdução de infra-estruturas no rio que funcionam como obstáculos à corrente fará crescer significativamente o nível de assoreamento, potenciando a ocorrência de inundações devido à subida da altura da água. Este problema não foi objecto de qualquer estudo científico, nem sequer foram consultadas as entidades de referência no domínio da hidrografia, nomeadamente, o Instituto Hidrográfico. O Professor Carvalho Rodrigues, no Programa Clube de Imprensa da RTP2, através de uma experiência simples, mostra-nos os riscos que a TTT em ponte (em qualquer dos corredores) representará para as populações ribeirinhas, no caso de não vir a ser travada a tempo. A falta de rigor e superficialidade do estudo subjacente à TTT no respeitante aos seus efeitos na área molhada, é uma vergonha para a Engenharia Portuguesa, aliás bem patente no parecer sobre o Projecto emitido pelo Gabinete de Sexa. o Chefe do Estado Maior da Armada, quando afirmou  sic. Apesar do Estudo de Impacto Ambiental referir que o Instituto Hidrográfico foi contactado como entidade interessada, convém esclarecer que as solicitações dirigidas àquele Instituto não foram nesse sentido, tendo tido apenas como objectivo a cedência de dados hidrográficos publicados pelo IH. Ou seja, quem sabia da poda, quem tinha a soberania sobre os saberes, não foi consultado!Para ver a totalidade  do video do Clube de Imprensa de 2009.04.29 - Portugal, País de Descobertas? - clique neste link http://ww1.rtp.pt/multimedia/?tvprog=...
Viver à beira do Dique «Chelas-Barreiro» ou «Beato-Montijo ...
 
Crude Impact é um filme de 2006 escrito e dirigido por James Jandak Wood. Trata-se de um documentário sobre os efeitos dos combustíveis fósseis na era do aquecimento global. Aborda as ações do governo em busca de um solução para o problema e os crimes ambientais praticados pelas indústrias ao redor do mundo.
Crude Impact - Parte 10/10
Este video lo pense para la campaña de Gema,pero todos los dias uno puede idear soluciones con ingenio y mucha iniciativa,que es lo que le sobra al genio humano y muy aplicable para salvaguardar nuestro destino y el de nuestro planeta tierra.Con mas fitoplancton habria menos CO2 atmosferico y con la capacidad de aprovechar toda la enegia del inmenso mar y sus mareas no tendriamos que depender del carbon o la gasolina,ambos  temas son tratados en este video.
Dos problemas,dos soluciones
La Milla de Oro y Orbit. Está fue la razón súper estúpida por la que hubo un tapón descomunal el viernes pasado en La Milla de Oro. Gracias a Orbit y a las mentes brillantes responsables de este fiasco por convertirse en parte del problema y no de la solución.  Espero que se sientan orgullosos de su promocionsita tan BRUTAL MANO!! QUÉ BRUTAL!!! WOOOOOOOOOOOOOOWWWWW!!!!!!!!!la promo original para q dejen su huellahttp://www.youtube.com/watch?v=DmFoow...
Invasion la Milla de Oro, Condado, Orbit Showstoppers
Vídeo produzido para I Oficina de Gestores Ambientais da Prefeitura Municipal de São Vicente (SP), baseado no vídeo Meio Ambiente: e EU com isso?, do Colégio COC Novomundo Praia Grande (SP)
Meio Ambiente? Não..Ambiente INTEIRO
Animação realizada na EBM Batista Pereira - Fpolis/ feito pelos alunos para contextualizar o problema ambiental
Destruição
 
-
Banda Séphora - Madeira
Entrevistado pela PUC-TV em Belo Horizonte (MG) nosso especialista fala sobre um grande problema das cidades grandes, um problema da atualidade que, deve ser percebido e controlado: o ruído e a pertubação pelo incômodo sonoro.
Entrevista dBest
DECLARACIÓN PÚBLICAMANIFIESTO RED AMBIENTAL NORTE La Red Ambiental Norte, reunida en asamblea los días 10 y 11 del mes de abril 2010, quiere a través de este manifiesto denunciar y exigir solución a problemas vitales que se han hecho insostenibles en el tiempo y que pueden llevar a nuestras comunidades a una muerte inminente. Entendiendo que los gobiernos deben velar por el bien común y defender la vida de sus ciudadanas y ciudadanos, y de su pueblo es que expresamos: Sabemos que el modelo socioeconómico de país está respaldado legalmente por la Constitución vigente y no permite en muchos casos, exigir legalmente una salida a los problemas ambientales, por lo que nos adherimos y apoyamos al movimiento por una Asamblea Constituyente, por una nueva Constitución.Exigimos la aplicación integral del Convenio 169 de la OIT. Nos hermanamos y apoyamos todas las iniciativas que conduzcan a la construcción del buen vivir.Proponemos y exigimos igualdad en la potestad de las leyes, por lo que declaramos, entonces, el Tratado Minero como inconstitucional. También se debe derogar el decreto 600 extenso.Queremos la recuperación del agua como derecho de todos los seres humanos, y la instauración de un nuevo código de aguas en donde predomine el principio de indivisibilidad del agua y la tierra.La Red Ambiental del Norte rechaza la privatización del mar en todas sus formas, y solidariza con las organizaciones que están luchando contra ella.De la misma manera nos oponemos a proyectos energéticos que contaminen el ambiente y/o signifiquen un grave riesgo para la salud como son centrales termoeléctricas o nucleares. Proponemos que se generen proyectos de energía limpia, renovable y comunitaria.Queremos también la promulgación de una nueva ley Medioambiental que contemple la participación desde la perspectiva territorial en contra de la toma de decisiones centralistas.Eliminar los artículos de la ley de Seguridad, que coarta la participación ciudadana y no permite democratizar los espacios públicos. Fortalecer los Modelos de Gestión territorial a partir del desarrollo de modelos de gestión integral de  Cuenca Hidrológica.El Modelo Capitalista fundamentado en el pensamiento neoliberal, es el principal causante de la actual Crisis Social y Ambiental del país y del mundo, ya que se basa en la sobre explotación del recurso hídrico, en la desigualdad de la distribución de la riqueza, en la privatización de los recursos naturales, el centralismo, la presencia de empresas y corporaciones transnacionales, el alto consumo de energía, el individualismo, el consumismo, la sobre explotación de los recursos naturales renovables y no renovables; todo lo anterior, detalla claramente la explotación del hombre por el hombre que no es otra cosa que poner el capital sobre el ser humano.En síntesis, nuestra conclusión se basa en la necesidad de trabajar coordinados en organizaciones sociales y medioambientales en pro de la transformación de un modelo económico, que sustente y sostenga la preservación de los recursos naturales.Tenemos que fortalecer la base humana y social, que nos mueve como seres colectivos, poniendo el énfasis en la Educación para el desarrollo integral del ser humano, de las actuales y nuevas generaciones.Llamamos a  que la ciudadanía se organice, y también llamamos a los medios de comunicación que estén con los principios éticos de la información a ponerse al servicio del derecho de la  libertad de los pueblos, para que se puedan expresar.En la lógica del amor por la Madre Tierra y la no violencia activa entre los seres humanos, proponemos la defensa de la vida en contra de la violencia de la muerte.RED AMBIENTAL NORTE Agrupacion para el control del Medio Ambiente y desarrollo social de la comuna de Andacollo (CMA)Agrupación de  Defensa del valle de ChalingaAgrupación Arte Consciente CoquimboCentro de Estudios por el Desarrollo Humano Sustentable (CEDEHS)Comité de Defensa del valle de ChuchiñiComité Pro Agua Alto de la Chimba (Ovalle)Consejo de Defensa del Valle del HuascoJunta de Vecinos del Valle de CochiguazMovimiento Ciudadano por CoquimboMovimiento de los Pueblos y los Trabajadores MPT Cuarta RegiónMovimiento del TatioOrganización Ciudadana Ambiental de Salamanca (OCAS)Unión Comunal de JJVV de IllapelUnión Comunal de JJVV de Paihuano
Red Ambiental Norte de Chile - 2do Encuentro
Foi realizado no Centro de Educação Ambiental Avelino Peixe Filho, Sala Verde a Conferencia Municipal de Saúde Ambiental de Itapeva/SPMais do que os 50 inscritos, os 4 delegados eleitos, sendo 2 titulares e 2 suplentes, as diretrizes e açõespropostas para o município e o estado, a Conferência Municipal de Saúde Ambiental foi um exemplo de que ações conjuntas são possíveis. Reunir os conselhos de Meio Ambiente, da Saúde e da Cidade e as secretarias da Saúde, Meio Ambiente, Cultura e Agricultura no mesmo evento foi uma prova de que o tema da Saúde Ambiental é transversal e só será concretizado com a união e o compromisso destes diferentes atores.Esperamos que os produtos desse dia de intenso trabalho se transformem em ações concretas e que as mesmas tragam melhorias para os moradores de Itapeva/SP, agraciados pela rica beleza de sua natureza e ao mesmo tempo tão atingidos pelos problemas ambientais decorrentes da exploraçãodesordenada dos recursos naturais.Nessa Conferência os conselhos tiveram a oportunidade de se conhecer melhor e reforçar a crença na importância do controle social e do exercício da intersetorialidade. Foi também uma oportunidade de renovar nossa esperança em um mundo melhor, mais justo, solidário e sustentável.Entendemos que é fundamental a atuação conjunta destes diferentes, mas convergentes espaços de participação social. O desafio de construir a Etapa Municipal da CNSA reforça a necessidade de aproximação destes conselhos para garantir melhores condições de vida à população itapevense.A provocação proposta pela conferência de integrar as políticas de Saúde, Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Territorial Rural na busca de Territórios Sustentáveis é uma grande oportunidade para concretizar alianças na busca do fortalecimento da gestão democrática representativa e participativa.Entendemos que este é um momento de grande significado no ponto de vista da gestão democrática e da participação da sociedade organizada e um grande avanço no ponto de vista de uma visão global das políticas públicas de forma transversalizadas.Poderemos debater a diversidade de Itapeva em todos seus aspectos do campo e da cidade, os olhares frente à degradação ambiental de nossas bacias hidrográficas, do uso de agrotóxicos, da monocultura de pinus e eucaliptos, da mineração, dos resíduos sólidos, destacando a relação destes impactos com a saúde humana, de forma a compreender estes processos, suas conexões e assim fornecer elementos para que os investimentos públicos enfrentem estas demandas de forma eficiente.
Saude Ambiental
Este video fala de alguns problemas ambientais bem como gestos para os amainar.Este video sera utilizado para entrar num concurso (www.homegame2009.com), vao ao site e vejam o video urgent, muito bom e directo, vão gostar, prometo.e vejam também o trailer do filme home, a estriar no dia 5 de junho. - Quem sabe porquê? - lol (o trailer pode ser visto no youtube.
Falando de minha casa
 
A Escola Coronel Sarmento, Icoaraci-Belém-Pará, realizou, em 9 de janeiro de 2010 o projeto Ilhas de Belém. O projeto visa, entre outros, possibilitar com que seus alunos e demais participantes conheçam as ilhas de Belém e percebam problemas e dificuldades dos moradores ribeirinhos, além de se interar do bucolismo ambiental da região. O Estado do Pará que tem esse nomo por causa dos índios que deram esse termo (Pará) para indicar terra  de muitos rios. Esse vídeo é a 2ª parte do material produzido.
Ilhas_de_Belem_2.flv
lalalalalaááááá;;hehe
geografia...trabalho(início)
A Agrológica, Empresa Júnior de Engenharia Agrícola, foi fundada em 1993 a partir da iniciativa de alunos de graduação do curso de engenharia agrícola da Universidade Estadual de Campinas. Foi a primeira empresa júnior a atuar em áreas relacionada à agricultura e áreas ambientais do país.É uma associação civil sem fins econômicos que visa otimizar a produtividade e contribuir nas resoluções de problemas ligados à agricultura e áreas ambientais. Conta com a orientação e responsabilidade técnica dos professores doutores e o apoio de toda a infra-estrutura da FEAGRI.A empresa júnior procura desenvolver o espírito empreendedor do estudante, estimulando seu interesse pela análise crítica de situações reais de sua futura profissão facilitando seu ingresso no mercado de trabalho.
Agrológica - Empresa Júnior de Engenharia Agrícola da UNICAMP
Momento Ambiental - O Problema do Lixo e Soluções
- http://tv-justica.blogspot....
Momento Ambiental
Se ha documentado que la ciudad minera de La Oroya, en Perú está considerada dentro de las 10 más contaminadas del orbe, afectando considerablemente a su población. La Sociedad Peruana de Derecho Ambiental ha lanzado una campaña para concientizar a la comunidad internacional respecto al problema y quienes están detrás de este. Peruvianpress entrevistó en Lima, Perú, a Luis Eduardo Cisneros, Director de Comunicaciones de la SPDA para informarnos al respecto. Un reportaje especial de J.M. Martínez que fué emitido por Tijuanapress Informa, noticiero de esta agencia mexicana de noticias. Ahora  EnSuPantalla.
SALVEMOS LA OROYA: REPORTAJE ESPECIAL
 
Reinhard Maack, famoso pesquisador e naturalista alemão, filmou inúmeras paisagens naturais do Brasil no começo do século 20. Na década 60, enquanto registrava em película uma tribo indígena vivendo ainda em estado primitivo a poucos quilômetros de Londrina PR., fazia previsões sombrias sobre os problemas ambientais brasileiros e mundiais e até mesmo sobre o aquecimento global. Este filme regata estas imagens e faz um parelelo entre o que ele encontrou e o que temos nos dias de hoje.
Mata atlântica - um destino traçado 1
Chevron operó una concesión petrolera en la selva amazónica del Ecuador entre 1964 a 1992. La compañía admite que durante este tiempo se vertieron 18 millones de galones de desechos tóxicos en un área que fue el hogar de seis nacionalidades indígenas, una de las cuales se ha extinguido. Durante los últimos cuatro decenios, la Chevron ha tratado a Ecuador como un problema de imagen ha ser gestionado en lugar de reconocerlo como una crisis humanitaria que obliga a una solución real y compasiva. Cuándo uno conecta los puntos de Chevron en el Ecuador, lo que emerge es una serie coordinada de fraudes marcados por la desinformación diseñados para engañar a los tribunales, el público, los accionistas y los mercados financieros. El objetivo de este sistema es para evitar pagar el costo de una limpieza real, sin importarle que los pueblos vulnerables de la selva, entre ellos miles de niños,  hallan muerto o sufran gravemente como resultado.
Chevron Texaco envenena la Selva Amazónica
Pescaria no Rio Cai-Serra Gaúcha-RS, Manhã de abr/2009. Neste rio existe uma grande variedade de peixes e é muito bonito para passear, pescar, passar o dia. O Único problema é o grande número de pessoas que armam redes em diversos pontos do Rio. Neste ano, 2009, fui duas veses, em ambas vi pessoas com redes e nenhuma fiscalização por parte da polícia ambiental.
Pescaria no Rio Cai - Manhã
http://www.deltadoparnaiba.com.brJericoacoara Delta do Parnaíba Lençóis Maranhenses.Rota das Emoções Informações: (86)3321-1969 Morais Britohttp://www.deltadorioparnaiba.com.br JERICOACOARAQual a origem do nome Jericoacoara? São várias as versões, mas a mais provável é que seja de origem do tupi-guarani  yuruco (buraco) cuara (tartaruga), ou seja buraco das tartarugas, numa referência ao de Jericoacoara ser uma praia onde ocorre a desova de tartarugas. Agora imagine um lugar de sonhos... sem barreiras, sem censuraUm lugar paradisíaco aonde o convencional não chegou.Liberdade, qualidade de vida, sem trânsito, sem eletrônicos, sem horários. Assim é Jeri (como é carinhosamente conhecida). JERICOACOARA -- área de proteção ambiental desde 1984, está localizada a 300 km de Fortaleza, capital  do Ceará e a 220km de Parnaíba (PI) (a porta de entrada do Delta do Parnaíba). E é esta proteção, abençoada por Deus, que protege Jeri de predadores naturais, o chamado progresso desordenado, ali tudo é amplo, o contato com a natureza é intenso e nenhum comportamento é reprimido. Seu ecossistema é composto por dunas móveis gigantescas, lagoas de água cristalina, manguezais, praias de enseada, praias de oceano e praias rochosas.  Não se permitem construções além do vilarejo que ocupa somente 1km2 (obedecendo a diversas restrições, que devem obedecer ao padrão existente, ocupar no máximo 50% do terreno e ter máximo 250m2) da área protegida de 200km2, não é permitido a construção de estradas,  nem a caça e pesca predatória. Jeri está construindo sua usina de reciclagem de lixo, para resolver o problema do lixo produzido pelo aumento de uso de produtos industrializados (embalagens de modo geral) conseqüência do turismo no local. Jeri já foi matéria de vários jornais importantes nacionais e internacionais, como o Washington Post, que a escolheu como uma das 10 praias mais belas do planeta, também foi cenário do filme longa metragem, a Ostra e o Vento, tornando-a aos olhos do mundo extremamente cobiçada,  e vale a pena conhece-la. Em Jeri não há rede elétrica convencional, hoje existe apenas uma rede subterrânea que distribui energia para as casas, não havendo postes para que não haja intervenção na luz natural proveniente da lua e das estrelas... O que fazer em Jeri? -- Você pode escolher desde as caminhadas mais tranqüilas até os esportes  radicais como o windsurf e sandboard. Curtir o pôr-do-sol se tornou obrigatório, é um espetáculo fantástico e único. Os cenários de Jeri são incontáveis, que é difícil imaginar todos em um mesmo lugar e tão próximos. Em Jeri você não encontrará luxo nem requinte, mas existem pousadas confortáveis com banho privativo e ar  condicionado.  Boa comida, povo hospitaleiro  e a  beleza das paisagens que impressiona. Prepare-se para ficar mais tempo do que imagina pois o lugar é mágico e inesquecível. Como chegar: somente em veículos 4 x 4. Saindo de Parnaíba, há  passeios regulares em carros tipo toyota com guias especializados e tarifas convidativas, fazendo o percurso em menor tempo, já que os 120 km  de Parnaíba até Camocim,  são  feitos em rodovia asfaltada e excelente estado de conservação. Aproveite seu roteiro fazendo Lençóis Maranhenses/Delta do Parnaíba/Jericoacoara, com certeza você ganhará mais tempo para apreciar as belezas destes lugares singulares.http://www.deltadoparnaiba.com.br
Jericoacoara Jijoca Ceará Brasil
Aprenda ferramentas tais como.... Comunicação Confiança Cooperação Criatividade Interdependência Liderança Perseverança Trabalho em equipe Auto confiança Resolução de problemas O curso cordas è uma variedade de obstáculos desenhados com o propósito de desafiar os limites, físico, mental e emocional dos participantes. Muitos dos obstáculos, ou elementos, são também desenhados para encorajar o trabalho em equipe de forma a alcançar alvos específicos, sendo então uma ferramenta excelente para grupos, negócios, escolas e outros mais. Cada elemento è feito de vários cabos, madeira, cordas, pneus e árvores locais. O terreno com árvores prover um espírito de aventura pra cada grupo do curso. Os participantes do curso cordas são colocados em grupos de 8 - 12 pessoas e então levados a passar pelo curso por um facilitador treinado. Nosso curso cordas è composto de cerca de 8 (estamos sempre adicionando mais) elementos altos, e de 10 ou mais elementos baixos e centenas de elementos moveis que irão ambos desafia-lo e satisfazer seu desejo de vencer os obstáculos de sua vida. Frases de participantes do curso cordas. (Quotes from past participants) Humildade me ajudou a sarar enquanto eu literalmente tive que enfrentar um muro, um muro muito alto no curso cordas. Minha equipe trabalhou comigo (congelada) pra que eu conseguisse vencer com sucesso esse desafio. Isso me mostrou que temos uma parte importante a cumprir na vida de cada um. Participante - Rhonie É surpreendente ver um grupo de indivíduos se tornar uma equipe e ao mesmo tempo esta dispostos a mostrar suas forças e fraquezas uns aos outros. As pessoas ganham auto confiança, vencem o medo e crescem na dinâmica e nas habilidades de grupo e ao mesmo tempo se divertem ao máximo fazendo isso. Jeff - Diretor do Cordas em Salem, OR - EUA.(mais)
Curso Cordas
 

Categorias