Informação para um mundo melhor! Idéias para o desenvolvimento sustentável!

Problemas Ambientais: causas, efeitos e soluções.

Represa Billings - Reservatório Da Região Metropolitana Paulista

Vídeo que foi colocado no dia 19 de abril de 2009 e foi retirado no dia 2 de julho de 2009 e agora eu que não sou mais dodremon, agora dodremom, porque só assim o Youtube reaceitou, eu o recoloco.A descrição era essa: Fiz esse vídeo sobre a Represa Billings. O vídeo conta 1 pouco do surgimento da Represa Billings, e apresenta Imagens de Mapas, e Fotos. A Represa Billings é o maior reservatório de água da Região Metropolitana de São Paulo. Tem aproximadamente 100 Km² e sua bacia hidrográfica estende-se por mais de 500 km², nos municípios de Ribeirão Pires, Diadema, Rio Grande da Serra, São Bernardo do Campo, Santo André e São Paulo. A oeste, faz limite com a bacia hidrográfica da Guarapiranga e, ao sul, com a serra do Mar. Seus principais rios e córregos formadores são o rio Grande ou Jurubatuba, Ribeirão Pires, rio Pequeno, rio Pedra Branca, rio Taquacetuba, ribeirão Bororé, ribeirão Cocaia, ribeirão Guacuri, córrego Grota Funda e córrego Alvarenga. A represa surgiu em 1925 para gerar energia elétrica e movimentar as principais indústrias de São Paulo. Na época, a carência de água e de recursos energéticos eram preocupantes. Para solucionar o problema, os engenheiros F. Hyde e Asa Billings desenvolveram o Projeto Serra, desviando o fluxo do Rio Tietê para o canal do Rio Pinheiros, a fim de movimentar as águas em direção ao reservatório Billings e gerar energia na usina de Cubatão. No entanto, diversos fatores, como a explosão demográfica, causaram uma série de inundações e a poluição das águas da represa. Em 1988 a reversão das águas poluídas foi paralisada por três anos. Em 1992, as Secretarias de Recursos Hídricos e Meio Ambiente decidiram que o bombeamento das águas do Rio Pinheiros seria realizado somente em algumas situações, como controle das cheias. A água da represa melhorou, porém há um outro fator que ameaçava sua existência: a crescente ocupação irregular e desordenada ao seu redor. Aproximadamente 700 mil pessoas vivem no entorno da Represa Billings, gerando problemas ambientais devido ao lançamento de esgotos domésticos e o desmatamento de áreas verdes. Em função do elevado crescimento populacional e industrial da Grande São Paulo ter ocorrido sem planejamento, principalmente ao longo das décadas de 1950 a 1970, a Represa Billings possui então os seus grandes trechos poluídos infelizmente. Apenas os braços Taquecetuba e Riacho Grande são utilizados para abastecimento de água potável pela Sabesp. A pesca amadora é muito praticada, devido às espécies de peixes encontradas, como tilápias, lambaris, carpas húngaras e traíras, entre outras.

Mais vídeos de Problemas Ambientais.

Reinhard Maack, famoso pesquisador e naturalista alemão, filmou inúmeras paisagens naturais do Brasil no começo do século 20. Na década 60, enquanto registrava em película uma tribo indígena vivendo ainda em estado primitivo a poucos quilômetros de Londrina PR., fazia previsões sombrias sobre os problemas ambientais brasileiros e mundiais e até mesmo sobre o aquecimento global. Este filme regata estas imagens e faz um parelelo entre o que ele encontrou e o que temos nos dias de hoje.
Mata atlântica - um destino traçado 1
Este vídeo utiliza diversas imagens para ilustrar o grave problema do aquecimento global. Utilizando-me de fotos e desenhos com trilha sonora do Dream Theater (Through his eyes e Endless sacrifice), procuro mostrar de que forma problemas ambientais podem provocar desestruturação cultural, social, política e econômica no mundo.
PLANETA DOENTE
Sinopse: Super-Heróis - A Liga da Injustiça é a mais nova sátira aos filmes de Hollywood. Grupo de jovens na casa dos vinte e poucos anos de idade encara, durante um dia, uma série de desastres naturais e eventos catastróficos. A mesma turma de comédias como Todo Mundo em Pânico, Deu a Louca em Hollywood e Espartalhões agora faz paródia dos filmes catástrofes. Pelo menos esse é o pano de fundo, mas a história - como em filmes anteriores - aproveita para parodiar também infinitos filmes e personagens. Entre eles, Guru do Amor, Dr. Phil, Speed Racer, O Incrível Hulk, Hancock, Homem de Ferro e Sex and the City. Em um dos cartazes podemos conferir a piada envolvendo a ameaça de meteoros ao planeta, fazendo alusão ao ato da fecundação humana. Em destaque lê-se a mensagem: Melhor meter o pé. A crítica principal do longa remete aos recorrentes problemas ambientais e conseqüentemente filmes que abordem catástrofes urbanas e desastres naturais. No elenco contamos com Carmen Electra (A Filha do Chefe), Kim Kardashian (do ainda inédito Deep in the Valley), Roland Kickinger (Andre: Heart of the Giant), Matt Lanter (da série Heroes), Crista Flanagan (Espartalhões), Valerie Wildman (da série CSI), Nick Steele (Espartalhões), John Di Domenico (da série Família Soprano) e Michelle Lang (Turistas).
Super-Heróis - A Liga da Injustiça - Trailer Orig. Legendado
Temen niños a bichos con influenzaEl 27% de los infantes considera a la delincuencia como el principal problema del país. En la Del Valle, a niños les preocupan bichos con influenza; también relatan haber escuchado balazos y toparse con drogadictosBerenice Balboaoctubre 07, 2009 |El estudio Tendencia Niños 2009, realizado por De la Riva Group, con niños y niñas en edades entre los 10 y los 12 años, reveló que el 27 por ciento piensa que el principal problema de México es la inseguridad.La encuesta realizada en el Distrito Federal, Guadalajara, Monterrey, Hermosillo y Mérida indica que otro 24 por ciento de niños considera a las drogas como otro problema del país.Niños de la colonia Del Valle respondieron en un sondeo a qué le temen. Bichos con influenza y el mismo cáncer están dentro de la lista.Brujas, momias, fantasmas y hasta el enigmático Conde Drácula son parte de los miedos de los pequeños; no obstante, los drogadictos, asesinos, asaltantes, y borrachos interrumpen sus sueños.Los infantes de la colonia han aprendido a convivir con sus temores, pues no sólo afirman haber sido testigo de la presencia de almas en pena, la de La Llorona clamando por sus hijos entre las calles, sino que han experimentado escuchar balazos, toparse con drogadictos y vivir cerca de lugar donde acaban de asesinar a alguien.Siguiendo con la tendencias de De la Riva Group, los problemas ambientales como el calentamiento global fue tema en el sondeo además del incremento de: basura, contaminación , la escasez de árboles, la muerte de osos panda, etc.La tecnología y el acceso a la información juegan un rol importante en el desarrollo de los niños, pues se caracteriza por proveerles un ambiente con mayor peligro e inseguridad, afirmó en entrevista a delvallede10.com.mx Priscila Aramburu, directora del Área de Estudios Sindicados de De la Riva Group.El panorama no difiere del presentado por Tendencia Niños, ya que, bombardeados con mensajes como la seguridad es insuficiente, su casa es el lugar más inseguro, o que sus padres ya piensen en portar un arma, genera en ellos el mismo temor.Los niños de la Del Valle no sólo viven en la tercera colonia más insegura del Distrito Federal, donde se comenten en promedio siete delitos al día, sino también en el segundo país con mayor corrupción.Piensan en el fin del mundo¿Qué generación en su niñez no ha escuchado de los adultos que el mundo se va acabar? No obstante, Tendencia Niños mostró que a los niños capitalinos les preocupa la posibilidad de que se acabe el mundo (39 por ciento), seguido de que se termine el agua (26 por ciento).Pronto las predicciones o mitos se vuelven realidad, pues algunos de los que viven en la Del Valle basta con que abran la llave del fregadero de sus casa para darse cuenta que el líquido les llega con menos presión o de plano no les llega.La psicosis por quedarse sin agua en la ciudad va en aumento en muchos hogares, por ello para los más pequeños dejan de ser simples comentarios de adultos para convertirse en su peores temores.Pasó a la historia el va venir el coco y te va a comer, por el no salgas después de cierta hora que te pueden robar o cierra la llave porque, si no, mañana ya no te podrás bañar.La preocupación sobre el deterioro ambiental puede impactar de forma positiva en la responsabilidad asumida por los niños, futuros ciudadanos, en torno al problema. Sin embargo, es importante destacar que se necesita contar con orientación para asumir su responsabilidad en el cuidado del medio ambiente y poder generar cambios en el futuro, explicó Aramburu.Los niños de hoy no han perdido la imaginación aunque se les vea pegados a los videojuegos: sólo viven la fantasía de diferente forma.A diferencia de los baby boomers (nacidos entre el final de la Segunda Guerra Mundial e inicios de los 60), que veían en su futuro la conquista del espacio, los de ahora ven cerca la destrucción del medio ambiente mientras esquivan a diario a una que otra rata. www.delvallede10.com.mx
Temen niños a "bichos con influenza" - delvallede10.com.mx
Aula de História do professor Rodrigo Araújo de Piedade-SP, com uma aventura dos Navegantes, neste episódio, os viajantes do tempo estão na Guerra da Secessão dos Estados Unidos.Rodrigo Araújo é historiador e cartunista de Piedade-SP, trabalha com quadrinhos durante uns 16 anos, já escreveu dois livros e lecionou História em colégios publicos e particulares do interior de São Paulo e Santa Catarina. Trabalhou com Educação Ambiental e resgate histórico. Seus desenhos animados que estão sendo implantados, são: Os Lendários Super heróis de Sorocaba; Amazônia Biodivertida, sobre os principais problemas da Amazônia, Turma do Gato Branco, que é uma série dos anos 80, Navegantes sobre viagem pelo tempo e Atlântica Biodivertida sobre a Mata Atlântica.Bons Estudos.Obrigado a Rodrigo Araújo.Bons Estudos.Prof. Toid: Educação em primeiro lugarwww.professortoid.blogspot.com
História: Guerra de Secessão dos EUA (Prof. Toid)
 
-
Boira Misterio - La Sexta Extinción - A Sexta Extinção 1
Sobre a Doença:A dengue é uma das principais doenças transmitidas por mosquito no mundo e um problema gravíssimo especialmente em países tropicais como o Brasil.Transmissão:É transmitido por mosquitos dos gêneros Aedes ou menos frequentemente Stegomyia, em climas ou estações quentes.Sintomas:Os sintomas iniciais são inespecíficos como febre baixa (freqüentemente vai a menos de 38°C) de ínicio abrupto, mal-estar, pouco apetite, dores de cabeça e musculares e por vezes sangramento fácil dos olhos e nariz.Prevenção:Deve-se evitar o acúmulo de água em possíveis locais de desova dos mosquitos. Quanto à prevenção individual da doença, aconselha-se o uso de janelas teladas, além do uso de repelentes.
Dengue (Aedes aegypti)
Esta semana se anunció un crédito por US$ 175 millones para Doe Run Perú, empresa minera que opera en una de las ciudades más contaminadas del planeta: La Oroya, en Junín.Pero más allá de este anuncio, importante en términos socioeconómicos, aún falta saber si DRP cumplirá con el Plan de Adecuación y Manejo Ambiental ninguneado en el pasado.El siguiente reportaje contiene un recuento sobre el caso y recoge la opinión de María Isabel Ferreyra, comunicadora de la Asociación Civil Labor y declaraciones de pobladores de La Oroya.
CASO DOE RUN: ¿Y QUIÉN SALVARÁ A LA OROYA?
Video de una fuga de agua negras en la calle Centenario, Col. Las Conchitas en Cd. Madero, Tamaulipas, esto representa un foco de infección y contaminación, pues el Seguro Social se encuentra ubicado a menos de 600 metros de distancia, ¿dónde está la eficiencia de nuestras autoridades?, estas aguas negras llegan a la Laguna del Carpintero, contaminando un lugar turístico de la ciudad, y al mismo tiempo es el hábitat para decenas de cocodrilos que viven en esta laguna, este problema ya lleva una semana y COMAPA no ha hecho nada por solucionar el problema.
Crimen ambiental Cd. Madero
Para activar los subtitulos debes picar en el icono en forma de triangulito ubicado en el extremo derecho de la barra de control del video. Pueden bajar los subtitulos en formato SRT desde aqui: http://www.megaupload.com/?d=RK4R64NHEn el transcurso de 30 años de operaciones en el territorio indígena achuar en la Amazonía peruana, la empresa petrolera Occidental Petroleum Corporation (Oxy), con sede en Los Angeles, California, a sabiendas realizó prácticas destructivas que severamente contaminaron ecosistemas únicos y sensibles, y que resultaron en impactos profundos a los derechos y la salud de las comunidades que residen en el área. Bajo la sucesora de la empresa, Pluspetrol, los patrones de abusos de los derechos humanos y del medio ambiente continúan con toda su furia. Hoy, las comunidades achuar viven con el legado de daño de Oxy, que consiste en la contaminación extrema de sus tierras y sus vías fluviales, un trastorno en su capacidad de pescar, cazar y sembrar cultivos y problemas de salud persistentes, entre ellos el envenenamiento generalizado por el plomo y cadmio.En 1984, la Oficina Nacional de Evaluación de los Recursos Naturales, una instancia del Gobierno peruano, declaró que el Lote 1AB era la región ambiental más dañada del país.En el año 2000, Oxy vendió su concesión a Pluspetrol, una empresa argentina que sigue usando los sistemas y la infraestructura diseñados y establecidos por Oxy. Aunque la empresa responsable del Lote 1AB puede ser diferente, su modus operandi es el mismo. Los patrones destructivos de Oxy y consiguientes daños a los derechos humanos y al medio ambiente son iguales bajo el régimen de Pluspetrol.http://www.contaminacionpetrolera.com
LEGADO DE DAÑO: La Selva Peruana contaminada por OXY y PLUSPETROL (Subt Español ...
 
Taller: Problemas ambientales de México y el mundo: Herramientas para su tratamiento desde la escuelarealizado en CRAM 30FMB0007K, Pánuco, Ver.
Curso-Taller, Ambiental
-
No em donguis la llauna
O jornalista Washington Novaes falou sobre os problemas ambientais ocorridos em Santa Catarina em novembro passado e sobre o papel do jornalista em meio às mudanças climáticas na primeira conferência de imprensa do projeto Repórter do Futuro, da Oboré, no sábado (9 de maio).
Santa Catarina eo papel do jornalista, por Washington Novaes
Problemas Ambientais em Salinas
Problemas Ambientais em Salinas
Com forte vocação para o projeto de produto, o Curso de Engenharia Mecânica da FAHOR oportuniza aos seus egressos a inserção profissional na área de mecânica e máquinas agrícolas.Os alunos, formados no Curso de Engenharia Mecânica da FAHOR, possuem significativo conhecimento científico, tecnológico e humanístico, o que os capacitam a identificar, formular e resolver problemas.Sendo empreendedores e pró-ativos, considerando os aspectos políticos, econômicos, sociais e ambientais, os Engenheiros Mecânicos formados pela FAHOR, através de uma postura ética, são comprometidos com a qualidade de vida e o desenvolvimento sustentável.Curso de Engenharia Mecânica da FAHOR, com ênfase em máquinas agrícolas. FAHOR, uma faculdade tão moderna quanto suas idéias!
Programa Universo FAHOR - Engenharia Mecânica
 
O projeto é uma iniciativa da RBS TV Santa Maria, visa sensibilizar e conscientizar a população regional quanto aos problemas ambientais e ressaltar a importância da mudança de hábitos para a preservação do planeta e da vida.
Projeto Pense Verde - Ar - Campanha RBS TV
Una máquina de agua divertida.olvidas tus problemas por un momento...Bueno, el valor añadido era la idea de divertirse mientras se ahorra, en nuestro proyecto, el agua potable de recarga, nos parece útil porque ayuda a ahorrar dinero, una media de 1,5 dólares a la semana, la moneda peruana es el sol, que el 3 soles equivalente a 1 dólar, por lo que es importante, y un mes, equivalente a 16 soles ($ 6). Basado en esta idea que hemos diseñado.Como tal, el proyecto busca generar un impacto social, al tratar de cambiar el paradigma de la conciencia del ahorro, salvando el día, divertirse mientras lo hace, trata de un bono de impacto ambiental, porque, sin duda, si es capaz de reducir la producción de botellas ahorrará energía, los materiales y la contaminación generada por la producción de una botella.Dicho esto (los archivos mientras se divierten) para describir el producto, la idea detrás es simple, no se trata de crear algo así decirlo, pero tratamos de relacionar el ahorro con la diversión, y qué mejor que usar una máquina que ofrecen diversión y al mismo tiempo que el agua nos lleva. Todos se beneficiarían de los consumidores para el fabricante, ahorrar poco a poco a invertir en la producción de botellas, e incluso nuestra sociedad, si podemos vincular el ahorro y divertida idea, que hemos demostrado que nuestra idea no es imposible, pero sólo requiere de un pensamiento.¿Cómo medir el impacto?En el corto plazo no se puede medir en una intensidad real, es como cualquier nueva idea, se necesita tiempo. Pero basta para medir ningún sondeo de opinión, la popularidad de observar, analizar las formas de generar, evaluar cómo muchas bebidas son más populares, ¿cuánto ahorro en botellas genera, el alcance que tiene, y así sucesivamente.
Stanfordgit09
No dia 22 de dezembro de 2009 presenciei cenas que havia visto apenas na televisão.Em poucos minutos de chuva intensa, a marginal da Raposo Tavares, em Cotia, estava totalmente parada. Eu cheguei a descer do carro e registrei essas imagens.A inundação foi na Estrada Velha de Itapevi em Cotia, que é a primeira rua à direita depois do Extra de Cotia. É também a rua da esquina do Habibs.Um senhor chegou a sair de sua Kombi pelo teto da mesma.Um carro estava totalmente submerso.Outro ponto de alagamento constante na Raposo fica na entrada do Atacadão.Obras mau feitas, sem avaliação de impacto ambiental.A tendência é que o problema só aumente e se agrave, pois o que importa para muitos é apenas construir, sem medir as conseqüências.
inundação cotia
O período em que as queimadas são mais comuns - chegou! E com ele um outro problema ambiental: a migração de animais silvestres como cobras e tamanduás, para áreas urbanas. Os bichos tentam fugir do fogo e acabam indo parar dentro das casas das pessoas. Veja mais: www.msrecord.com.br
MS Record 2ª Edição - Com queimadas, animais silvestres "correm" para áreas ...
A Terra está cada vez mais ameaçada:poluição, efeito estufa, buracos na camada de ozônio...são alguns nomes que evocam a sombra de um Apocalipse iminente.E os homens continuam como se nada estivesse acontecendo.Também o deserto avança e ameaça.ocê sabia que a desertificação ocorre em mais de 100 países do mundo e que é considerada pelas Nações Unidas como um problema global, que afeta o planeta como um todo? Grande parte do mundo sofre com a desertificação, com a deterioração dos solos, da vegetação e das águas. Mas a desertificação não ocorre em todos os tipos de clima e de ecossistemas. Ela é um problema típico das regiões de clima árido, semi-árido e sub-úmido seco da Terra e dos ecossistemas associados a esses climas.As regiões áridas, semi-áridas e sub-úmidas secas, também chamadas de terras secas, ocupam mais de 37% de toda a superfície do planeta, abrigando mais de 1 bilhão de pessoas, ou seja, 1/6 da população mundial, cujos indicadores principais são o baixo nível de renda, baixo padrão tecnológico, baixo nível de escolaridade e ingestão de proteínas abaixo dos níveis aceitáveis pela Organização Mundial de Saúde.Apesar de todas essas restrições, as terras áridas são responsáveis por mais de 22% de toda produção mundial de alimentos e, no passado, formaram o berço de grandes impérios e civilizações, como o Egito, a Pérsia, a China e a Índia. Os processos de desertificação devem ser atribuídos simultaneamente a atividades humanas (mau manejo dos recursos naturais) e a fatores climáticos, como as secas.Os impactos ambientais da desertificação podem ser visualizados através da destruição da bio-diversidade (flora e fauna), da diminuição da disponibilidade de água, através do assoreamento de rios e reservatórios e da perda física e química dos solos. Todos esses fatores reduzem a capacidade e fertilidade da terra, diminuindo a produção, agrícola e animal e, portanto, afetando as populações.Os prejuízos sociais podem ser caracterizados pelas importantes mudanças que a crescente perda da capacidade produtiva provoca nas famílias. Nesse cenário, têm sido marcantes, principalmente até a década de 80, as migrações para outros Estados como alternativa à dificuldade de sobrevivência para a população mais vulnerável no semi-árido, sendo que, nos últimos anos e nas últimas secas, tem sido registrado um fluxo maior para as cidades de porte médio na Região Nordeste e para as grandes cidades do Centro-Sul, incrementando os cinturões de pobreza dos centros urbanos.As migrações desestruturam as famílias e afetam as zonas urbanas, que quase sempre não estão em condições de oferecer serviços às massas de migrantes que para lá se deslocam. A população atingida caracteriza-se por alta vulnerabilidade, já que estão entre os mais pobres da região e com índices de qualidade de vida muito abaixo da média nacional.Estudos desenvolvidos pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) na África mostraram que as perdas econômicas devidas à desertificação são da ordem de US$ 7,00/ha/ano para as áreas de pastos nativos, US$ 50,00/ha/ano para a agricultura de sequeiro e US$ 250,00/ha/ano para agricultura irrigada. Aplicando os parâmetros do PNUMA às áreas desertificadas no Brasil, o total das perdas seria de cerca de US$ 290 milhões por ano. Já os custos de recuperação são bem mais elevados. Estima-se que, para as áreas afetadas, seriam necessários US$ 3,8 bilhões.
Vida no planeta Terra ea Camada de Ozonio
 
Parte III, Preocupaciones ambientales: el Dr. Jorge Emmanuel, consultor ambiental e ingeniero químico, brinda una explicación sobre el funcionamiento y los problemas que conllevan las tecnologías de pirólisis, gasificación y plasma.
Pirólisis, gasificación y plasma: Parte III
Trecho do filme que mostra como uma ideia criativa para resolver um problema governamental
Saneamento Básico - O Filme
O curso tem como objetivo formar profissionais habilitados a administrar e desenvolver empreendimentos a partir das novas tendências de gestão organizacional e ambiental utilizando-se das mais modernas tecnologias, podendo interferir socialmente a favor da preservação e do desenvolvimento sustentável. O profissional deve possuir as competências e habilidades necessárias para diagnosticar problemas ambientais, gerenciar e coordenar a viabilização e implementação da solução ambiental e pode atuar em empresas, nas instituições responsáveis pelas políticas públicas de meio ambiente ou mesmo em organizações do terceiro setor.Cursos de Graduação - Centro Universitário Senachttp://www.sp.senac.br/vestibular
Meio Ambiente - Sustentabilidade
Eduação vem de berço. O vídeo nos mostra a cautela que devemos tomar acerca dos problemas ambientais
PRIMEIROS PASSOS
Ivanete é uma artesã de Diamantina, cidade mineira rica em história e tradições. Suas edificações históricas, as igrejas seculares, a arquitetura barroca e a sua belíssima paisagem natural, lhe conferiram no final da década de 90, o título da UNESCO de Patrimônio Cultural da Humanidade.Ivanete desenvolve em sua cidade um belo trabalho em que a arte cria não somente belíssimas peças de decoração artesanal, mas também funciona como um instrumento para a preservação da natureza. Essa artesã atualmente é a presidente da Associação de Artesãos Sempre-Vivas em Diamantina, um projeto que conta com a parceria da Emater (Empresa de Assistência técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais), do IEF (Instituto Estadual de Florestas) e também da Terra Brasilis, uma organização não-governamental que trabalha com a recuperação de flores. Essa associação trabalha com o manejo sustentável da sempre-viva, uma pequena flor nativa do cerrado em Minas Gerais, que não sofre alteração de forma ou cor quando colhida e desidratada, daí o seu nome. Na região muitas famílias vivem da extração e venda desse tipo de flor, o que começou a gerar um problema ambiental devido à exploração incorreta desse recurso da natureza, e a trazer risco de extinção para essa espécie de flor. A solução encontrada para esse problema, foi um treinamento oferecido ao trabalhadores da região, ensinando-os a coletar as flores na época certa sem prejudicar a raiz, que dá origem a outra flor no ano seguinte, e as sementes. O artesanato foi a alternativa para diminuir a exploração e aumentar a renda dos trabalhadores. De coletores a artesãos, os associados ganharam no valor agregado do trabalho. Os associados foram incentivados a não simplesmente venderem a flor bruta, mas a desenvolverem a partir delas peças artesanais decorativas de alto valor agregado. Com o auxílio da organização não-governamental Mãos de Minas, o design das peças foi adequado para que as mesmas tivessem aceitação no mercado. A associação foi criada para organizar o trabalho na comunidade. As peças são vendidas com o apoio do Sebrae Minas em lojas de Diamantina, Belo Horizonte e outros estados, além de freqüentemente integrarem feiras de artesanato. Atualmente, os artesãos não trabalham mais com a venda de flores, mas somente com a produção de objetos decorativos, que são feitos com cerca de 40 espécies de flores do cerrado que não correm mais o risco de serem extintas. tedmachado brartesanato BRartesanato.com Vitrine do artesanato brasileiro http://www.brartesanato.com
Ivanete Rocha: Artesã
 

Categorias